Bilionário russo Roman Abramovich deixa o comando do Chelsea

Magnata aceitou transferir o clube devido suas ligações com Vladimir Putin
 (Alexander Hassenstein - UEFA/UEFA/Getty Images)
(Alexander Hassenstein - UEFA/UEFA/Getty Images)
D
Da redação

Publicado em 26/02/2022 às 18:06.

Última atualização em 26/02/2022 às 18:09.

O bilionário russo Roman Abramovich anunciou neste sábado, 26, que vai deixar o controle do Chelsea.

O magnata estava sob pressão da opinião pública dos britânicos por sua ligação com o presidente russo Vladmir Putin, além de estar perto de enfrentar sanções econômicas planejadas pelo governo britânico contra empresários russos devido ao conflito na Ucrânia.

Quer saber tudo sobre a invasão da Ucrânia e como isso impacta o Brasil e você? Leia na EXAME

Em comunicado, Abramovich não citou o o ataque do exército russo como vetor de sua saída, mas assumiu que sua posição não é a melhor para cuidar dos interesses do Chelsea. Quem assume o time são os diretores da fundação de caridade do clube.

O empresário assumiu o controle do clube de Londres em 2003 e, de acordo com a imprensa inglesa, ele já investiu mais de 2 bilhões de libras (R$ 13 bilhões) em quase 20 anos.