A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Amy Winehouse será enterrada nesta terça em cerimônia privada

O evento deve acontecer no norte da cidade somente com a presença da família e de amigos próximos

Londres - O funeral da cantora britânica Amy Winehouse, encontrada morta no sábado em sua casa em Londres, será nesta terça-feira em cerimônia privada no norte da cidade somente com a presença da família e de amigos próximos.

Segundo a imprensa britânica, é possível que a cerimônia ocorra em uma área ao norte da capital britânica, dado que a artista tinha essa ascendência.

Como publicou o tabloide "The Sun", seu ex-marido Blake Fielder-Civil, que cumpre pena de 32 meses de prisão por roubo e posse de uma arma falsa, não obteve permissão das autoridades penitenciárias para assistir ao ato.

De acordo com a publicação, o pai de Amy, Mitch, havia advertido por meio de amigos que ele não se aproximasse, já que o culpa por iniciar a filha nas drogas que a levaram ao estilo de vida autodestrutivo.

Nesta terça-feira continuam os tributos à cantora, que morreu aos 27 anos após uma longa trajetória de dependência de entorpecentes e álcool.

Seu ex-namorado, o diretor de cinema Reg Traviss, descreveu sua dor em declarações ao "The Sun": "É difícil para mim expressar o que estou passando e quero mostrar meu agradecimento a todas as pessoas que a homenagearam e choraram a morte de Amy, uma pessoa linda e brilhante, meu grande amor", disse.

"Perdi meu amor, a quem tanto amava. Sofremos uma perda terrível e antes de tempo, e agora queremos paz", acrescentou.

George Michael a descreveu nesta terça-feira no Twitter como "a vocalista com mais soul (alma) que seu país já viu".

Adele disse em seu site que Winehouse "abriu caminho" para intérpretes como ela e "fez com que as pessoas voltassem a se emocionar com a música britânica".

Os fãs continuam depositando flores e fazendo homenagens em frente à casa da cantora no bairro londrino de Campden Town, onde vivia Amy Winehouse, uma das melhores cantoras que saíram do Reino Unido nos últimos anos.

Na segunda-feira foi feita a autópsia no corpo da artista, que não conseguiu concluir a causa da morte.

Fontes da Polícia Metropolitana de Londres (Scotland Yard) assinalaram que, para conhecer as causas da morte será preciso esperar pelos resultados dos testes toxicológicos, que podem demorar entre duas e quatro semanas.

Por sua vez, a investigação judicial sobre a morte, procedimento padrão para todos os casos no Reino Unido, foi aberta na segunda-feira.

A imprensa britânica atribui a morte da cantora a uma overdose de drogas, apesar de a Polícia continuar ressaltando que a causa, por enquanto, é desconhecida.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também