Carreira
Acompanhe:

Gabi da FGV: "Nunca conheci de perto aquelas celebridades"

Caloura na FGV-SP mobilizou famosos e virou meme; em entrevista à EXAME, ela conta que pretende seguir caminho no empreendedorismo social

 (Divulgação/Divulgação)

(Divulgação/Divulgação)

V
Victor Sena

27 de março de 2021, 13h31

Apesar de os memes que dominaram as redes sociais sobre a gincana da FGV São Paulo terem brincado sobre o poder da agenda de contados da estudante Gabriela Ricci, ela afirma que não conhecia pessoalmente nenhum dos famosos que citaram seu nome nos vídeos.

“Eu nunca conheci nenhuma daquelas celebridades pessoalmente. Mandamos os pedidos de vídeos pelas redes sociais e alguns acabaram falando o meu nome”, conta Gabriela, entrevista à EXAME por telefone.

Todos os anos, calouros da FGV de São Paulo fazem uma competição em que são estimulados a competir para conseguir o maior número possível de vídeos de "celebridades" apoiando cada turma.

Mas essas celebridades são os diretores e primeiros fundadores da faculdade, que precisam mandar um vídeo apoiando a sala em que estiveram.

Neste ano, um dos alunos da turma de Gabriela Ricci (a famosa AE4) entendeu errado, conseguiu o vídeo da apresentadora Angélica e os calouros mudaram as regras para ir atrás de mais celebridades.

Sergio Moro, Xuxa, Felipe Titto, Gabi Martins, Felipe Roque, Flavia Alessandra, Otaviano Costa, Marcos Mion, Kaysar e Thiago Martins enviaram mensagens de apoio à turma da estudante e iniciaram seus vídeos dando um "Oi, Gabi".

Os estudantes da sala vencedora deste ano ganham o que todo universitário costuma amar: cerveja.

Gabriela Ferraz Ricci é filha do empresário Dirley Pingnatti Ricci, dono da empresa Unidas.

A maioria das pessoas ficou impressionada com a quantidade de personalidades que a estudante "conhecia" e os memes começaram a aparecer na noite da última quinta-feira. 

Outras turmas também conseguiram nomes fortes, como o do ex-presidente Michel Temer, que gravou um vídeo apoiando a turma A do curso de direito.

“Foi algo muito inesperado, mas todo o apoio que a gente recebeu nas redes sociais, todo o afeto, foi algo que todos estamos amando. Nunca tinha pensando em mexer com redes sociais, tanto que todas as redes sociais minhas eram fechadas. Todos nós almejamos sucesso na nossa área, mas nunca pensei em ser celebridade”, conta a estudante de 17 anos, caloura do curso de Administração.

gabi da fgv

Sergio Moro, Xuxa, Felipe Roque, Felipe Tito e Gabi Martins: contatos da "Gabi, da FGV" (Reprodução / Instagram/Exame)

Devido à pandemia, Gabriela ingressou na FGV de forma remota e ainda mora com os pais na cidade de Maringá, no Paraná. Depois da pandemia, deve se mudar para São Paulo.

“Meu sonho sempre foi estudar na Getúlio Vargas, a partir do momento em que decidi administração. A vontade era estar lá, conhecendo os colegas de classe e a faculdade. Esse é o sonho de todo vestibulando, conhecer a faculdade, mas por causa da pandemia não dá", conta a estudante.

Quanto ao futuro, Gabriela conta que escolheu a área de administração depois de fazer um intercâmbio em 2019, quando tinha aulas sobre negócios. Entre as áreas que sente mais afinidade para trabalhar depois de formada, está o empreendedorismo social. 

Tanto é que agora ela deseja reverter a visibilidade alcançada pelos meme "Gabi da AE4" e pelos vídeos para ações sociais.

“Eu acho que por meu pai trabalhar como empreendedor ele passou algumas características para mim. Eu gosto muito do caminho que ele percorreu, mas eu também quero seguir o meu próprio", conta a estudante.