Um conteúdo Bússola

Você trabalha com medicina e quer gerir a própria carreira? Ouça isto

Podcast que promove ensino de gestão de carreira para profissionais de medicina ganha sua segunda temporada
Programa aborda educação executiva, marketing, gestão empresarial e inovação (DOC24/Divulgação)
Programa aborda educação executiva, marketing, gestão empresarial e inovação (DOC24/Divulgação)
B
BússolaPublicado em 21/09/2021 às 10:00.

Em meio a tantas perdas, a pandemia obrigou a população a se reinventar e impulsionou o resgate de projetos de gaveta. Assim nasceu o podcast especializado Anamnese, que teve seu primeiro episódio lançado no início do ano e agora chega à segunda temporada.

O programa foi criado pelo administrador Adriano Oliveira, executivo da indústria farmacêutica, para atender uma demanda que ele observa há anos: entre residências, plantões e especialização, os médicos não aprendem a gerir a própria carreira.

Com 15 anos de atuação dedicados à área da propaganda médica, Oliveira viu a oportunidade de criar um produto que atingisse esse público e pegou carona no crescimento vertiginoso dos streamings de áudio. Pesquisa divulgada pelo Ibope em julho deste ano, por exemplo, apontou que 57% dos brasileiros entrevistados começaram a ouvir podcasts em 2020, colocando o país na quinta posição mundial no consumo da mídia.

Sempre com participação de outros especialistas, o programa orienta esses profissionais de saúde sobre temas como educação executiva, marketing, gestão empresarial e inovação. A proposta, segundo o administrador, é democratizar as instruções que ele reuniu ao longo dos anos e fazê-las chegar a um número maior de médicos. Com menos de um ano de atividade, o podcast começa a derrubar as primeiras barreiras e já atinge ouvintes em outros países, como os Estados Unidos. O programa está hospedado em plataformas como Spotify e Deezer.

“Um profissional da saúde é muito cobrado pelo aspecto humanitário e social, o que é também importante. Mas ele é um profissional e, diferentemente de outras áreas, precisa gerir inteiramente sua carreira e remuneração. Trabalha em diferentes hospitais, não têm um vínculo que estabeleça um plano de carreira, por exemplo. Então essa autonomia passa a ser fundamental”, afirma Adriano Oliveira, que atua como gerente de Propaganda Médica, Acesso e Vendas de uma grande empresa farmacêutica.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter | Facebook | Youtube

Veja também