Prisão de Daniel Silveira movimenta redes sociais na Câmara

FSBinfluênciaCongresso lista semanalmente parlamentares que mais se destacam nas redes sociais

As críticas a prisão de parlamentares e a medidas de isolamento social fizeram o deputado Luiz Phillipe de Orleans e Bragança (PSL-SP) avançar 22 posições no ranking FSBinfluênciaCongresso entre 16 e 22 fevereiro. Ele alcançou o 17º lugar na lista dos 20 nomes mais influentes da Câmara dos Deputados nas redes sociais. O parlamentar costuma ter alto engajamento em seus posts, mas, nos últimos dias, chegou a obter 47,9 mil curtidas e 4,4 mil comentários em publicação na qual aplaudiu os 130 parlamentares que votaram para tirar o colega Daniel Silveira (PSL-RJ) da cadeia.

Desempenho semelhante tiveram Otoni de Paula (PSC-RJ) e Marcel Van Hattem (Novo-RS), que subiram 19 colocações. Ambos também condenaram a prisão de Silveira decretada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por ofensas aos ministros da Corte e por fazer apologia do ato da ditadura militar AI-5. O parlamentar do Rio Janeiro saiu da 26ª para a 7ª posição após intensa postagem sobre o tema, enquanto o gaúcho, que estava em 33º, alcançou o 14º lugar.

O debate sobre a prisão de parlamentares também é um dos principais temas das redes sociais do deputado Carlos Jordy (PSL-RJ), que chegou à 2ª posição. Colega de partido e de bancada de Silveira, ele é um dos nomes que enfrenta processo no Conselho de Ética movido pelo presidente do seu partido. Carla Zambelli (PSL-SP) continua em 1º lugar no ranking e Bia Kicis (PSL-DF) mantém o 3º. O PSL ocupa as cinco primeiras colocações da lista e permanece na liderança entre os partidos, com mais integrantes no FSBinfluênciaCongresso.

Confira aqui o ranking da Câmara dos Deputados.

Senado Federal

Eleita presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Kátia Abreu (PP-TO) é o destaque da semana no ranking FSBinfluênciaCongresso. Ela subiu 42 posições e alcançou o 9º lugar após causar polêmica nas redes sociais ao criticar a legalização de eventos como o UFC. A senadora questionou o motivo de a rinha de galo ser proibida enquanto o MMA é permitido no país. Depois de centenas de comentários, ela tirou o post do ar e afirmou ser contrária tanto à rinha de galos quanto a qualquer tipo de violência.

Com críticas ao Supremo Tribunal Federal (STF) devido à prisão de um parlamentar, o senador Lasier Martins (Podemos-RS) também ganhou prestígio nas redes sociais entre 16 e 22 de fevereiro. Ele chegou a apresentar Proposta de Emenda de Constituição (PEC) para alterar o sistema de indicação dos ministros da Corte e estabelecer mandato fixo, assim como assinou pedido de convocação do ministro do STF Alexandre de Moraes. Na semana pós carnaval, no entanto, a maior parte dos senadores perdeu lugares no ranking, sem alterar significativamente suas posições.

Os senadores Humberto Costa (PT-PE), Jorge Kajuru (Cidadania-GO) e Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), estão no topo no ranking, em 1º, 2º e 3º, respectivamente. Com cinco nomes entre os 15 mais influentes do Senado, o Podemos é o partido com mais representantes no levantamento. O PT vem em seguida, com três integrantes.

Confira aqui o ranking da semana no Senado Federal.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.