Bússola
Um conteúdo Bússola

No Dia das Mães, Boticário trata do esgotamento materno com sensibilidade

Marca almeja ser um agente transformador na rotina das mães e conscientizar sobre o importante papel da rede de apoio, tratando da maternidade real

 (Bússola/Reprodução)

(Bússola/Reprodução)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 19 de abril de 2023 às 11h29.

Por Bússola

Que as mães estão cansadas, todo mundo já sabe, certo? Segundo a pesquisa do portal Mommys “Mommys e Saúde Mental”, de 2022, 62,7% das mães entrevistadas, quando questionadas sobre a saúde mental, afirmam que têm sensação de vazio, sendo os sentimentos de sobrecarga e cansaço os mais mencionados. O mote da maternidade real tem sido cada vez mais abordado com abertura e profundidade, uma vez que se conecta com as mães e retrata as verdadeiras experiências, sentimentos e desafios que envolvem o maternar. Para jogar luz sobre como todos podem apoiar e participar dessa jornada, o Boticário aborda o território de esgotamento materno em sua campanha deste ano, dando continuidade a um movimento de apoio e empatia às mães iniciado em 2022, a partir de sua campanha sobre julgamento materno.

yt thumbnail

“Somos uma marca democrática, com milhões de consumidores, e queremos usar a nossa voz para criar legado positivo, propondo reflexões sobre temas relevantes para a sociedade. A proposta aqui é promovermos uma conversa potente e que chame a atenção para um sentimento que gera muita identificação com as mães, mas que precisa ser mais amplo – por meio de pessoas que podem apoiá-las - para gerarmos mobilização”, diz Marcela De Masi, diretora executiva de branding e comunicação das marcas do Grupo Boticário. “Somos seres sociais. A jornada da maternidade também pode ser mais coletiva, quando convidamos o público a ter um olhar mais empático”, afirma.

O filme conceito da campanha, idealizado pela AlmapBBDO, retrata a experiência de uma mulher que se vê sozinha com o seu filho bebê em uma ilha deserta, lugar até então desconhecido por ela. Na ilha, ela fala dos momentos felizes, mas também das pressões, expectativas e medos que se materializam junto com a chegada da maternidade. Num misto de pedido de ajuda e expressão do seu sentimento, ela escreve a palavra SOS na areia. A narrativa se intensifica à medida que as conclusões sobre o maternar se concretizam.

No ponto de virada do filme, vemos essa mãe ser apoiada em sua rede – amigos, familiares e conhecidos – que se unem para tornar sua rotina menos desafiadora, reforçando a provocação de que a maternidade precisa ser encarada como um processo coletivo. “Ser mãe é uma experiência única e maravilhosa, mas também traz muitas dúvidas, cansaço e, muitas vezes, a solidão. Nossa campanha convoca a sociedade a estar ao lado das mães para ouvi-las e ajudá-las sem julgamentos - é isso que o Boticário irá estimular na sociedade: uma atitude ativa de escuta e cooperação com as mães ao seu lado”, diz Rita Almeida, head de estratégia da AlmapBBDO.

Além do filme, que estreia em TV aberta no dia 19 de abril, a marca se propôs a oferecer um conteúdo informativo de qualidade destinado às mães e às redes de apoio. A partir de uma parceria com a The School of Life, organização que se dedica integralmente a desenvolver a inteligência emocional e ser um espaço de troca e compartilhamento de ideias, o Boticário irá oferecer conteúdos direcionados a rede de apoio, como auxílio para desenvolver um olhar mais empático em relação às mães. Ao todo, serão 3 lives interativas conduzidas por psicólogos, dez vídeos explicativos sobre temas que envolvem a maternidade e doi textos em formato de guia informativo destinado à rede de apoio, disponibilizados no link.

Alinhado ao propósito de promover um alívio real na dinâmica do dia a dia materno, os conteúdos contam com um olhar direcionado às pessoas próximas às mães, entendendo a sua importância e o papel que podem desempenhar para tornar essa experiência e vivência menos exaustiva e desafiadora.

Já voltado ao público interno, a marca tem iniciativas importantes e um time multidisciplinar olhando para indicadores e formas de acolher e acompanhar o maternar, fortalecendo o papel da liderança na construção de um ambiente que acolha a parentalidade. “O Grupo Boticário foi uma das primeiras empresas do Brasil a oferecer a Licença Parental Universal para seus 14 mil colaboradores, independentemente de gênero ou configuração familiar. Também temos letramentos focados em vieses de gênero e maternidade para nossos colaboradores, além de especialistas nas áreas de Saúde Corporativa, Gestão de Pessoas e Diversidade, Inclusão e Equidade, olhando para novas formas de sensibilizar e acolher nossos colaboradores nesta jornada de parentalidade”, reforça Marcela.

Qual foi a última vez que você ajudou uma mãe?

Nas redes sociais, o assunto gera bastante engajamento e conversa. A W3Haus, Agência do Grupo Stefanini, desenhou uma estratégia criativa formada por um squad de influenciadoras de diversos portes, composições familiares, recortes raciais e socioeconômicos que vão relatar suas histórias. "Para criar repertório sobre o assunto nas redes, nada mais poderoso do que depoimentos de histórias reais das mães. Nosso objetivo é gerar empatia com a rede de apoio para uma exaustão que muitas vezes é silenciosa e até invisível", afirma Natália Fava Diretora de Criação da agência.

A partir de uma primeira etapa unbranded, o Boticário captou histórias reais em comunidades de mães a fim de entender seus principais anseios e causas do esgotamento, puxando um movimento de apoio e empatia em publicações de influenciadores que também compartilham deste sentimento. Em 18/04, a etapa também contará com um filme teaser reflexivo em TV aberta, provocando as pessoas a pensarem na transição da palavra SÓS para NÓS, fomentando a importância da rede de apoio.

A partir dessa escuta ativa e o movimento de acolhimento, a marca expande a conversa para impactar outros públicos e gerar reflexão através do movimento #SejaRedeDeApoio, impulsionando conversas significativas a respeito da solidão materna e gerando a reflexão: Qual foi a última vez que você ajudou uma mãe?

Ações nas lojas conceitos da marca

Alinhado ao tema central da campanha deste ano, que aborda o esgotamento materno, as lojas conceito da marca contam com ações exclusivas pensadas em tornar a experiência e a jornada dos consumidores, principalmente das mães, ainda mais especial desde o momento da compra do presente, para isso, contam com intervenções artísticas que promovem uma experiência conceitual e imersiva.

Em 7 de maio, a unidade da rua dos Pinheiros, em São Paulo, abrirá espaço para mães empreendedoras com o intuito de fomentar a economia materna por meio do Festival de Pinheiros, tradicional evento na região. Os produtos dessas mulheres irão complementar os kits da marca, compondo um presente especial e ainda mais personalizado.

Já as lojas do Shopping Morumbi, também em São Paulo, e do Shopping Pátio Batel, em Curitiba, contarão com um espaço imersivo que convida os consumidores a caminharem por um jardim sensorial, com frases e poéticas visuais, criadas pela artista Verena Smit, que trazem reflexões e provocações sobre a importância da rede de apoio durante toda a jornada na loja. Além disso, a partir de 17 de abril, as três lojas conceito disponibilizarão o Gift Station Kids, espaço com recreador para as crianças, como forma de apoio às mães na hora da compra.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Universidade Estadual do Amazonas é case de integração mercado-academia

Alice Sosnowski: Como criar uma rotina que melhore sua produtividade

Inscrições prorrogadas para programa dar bolsas de estudo de até U$ 100.000

Acompanhe tudo sobre:Dia das MãesFamíliaqualidade-de-vida

Mais de Bússola

Bússola Poder: só a política explica

Rio Innovation Week projeta movimentar mais de R$ 2,6 bilhões e espera 150 mil pessoas 

Bússola Cultural: São José dos Campos recebe Revelando SP

O que seu pet tem a ver com a reforma tributária? 

Mais na Exame