João Kepler: Qual é o seu valuation? Não vale dizer "eu acho que vale"

Saber calcular o valor do seu negócio é fundamental para orientar nas tomadas de decisões

Por João Kepler*

Independentemente do estágio em que esteja o seu negócio, já imaginou ter que tomar decisões (provavelmente diariamente) sobre diferentes assuntos e áreas da sua empresa sem ter a noção real de quanto ele vale?

Note que não estou falando aqui de projeções ou estimativas com base em achismos. “Eu acho que vale” não cabe no mercado profissional, menos ainda quando se trata de negociações reais com investidores.

É fato também que nenhuma startup consegue escalar e aumentar sua produtividade, entrega, acordos, parcerias e investidores se não tiver o acompanhamento em tempo real das suas principais métricas e números do negócio.

Logo, saber qual o seu valuation e chegar a este número de forma fundamentada é o mínimo que se espera de qualquer empreendedor que leve a sério sua empresa. Se neste momento você está pensando “mas João, existem tantas ferramentas e métodos para chegar nesse valor, qual caminho devo seguir então”? Calma, continue lendo este artigo que eu vou ajudar.

Definitivamente não é fácil avaliar empresas em sua totalidade — bens tangíveis e intangíveis. Atualmente existem diferentes metodologias como Fluxo de Caixa Descontado, Venture Capital, Avaliação Fatores de Risco, Método Berkus, Terminal Value, Scorecard, First Chicago, Negociações Comparáveis, Valor Contábil, entre outros.

Elas são empregadas utilizando variados parâmetros, como margens operacionais, índices de liquidez, performances históricas, projeções e expectativas futuras, múltiplos de ebitda etc. Se avaliar empresas maduras, para as quais dispomos de quase todas essas informações, já não é apenas uma ciência exata e depende também do know-how do avaliador, então como avaliar uma startup, que normalmente possui um histórico muito limitado e por vezes sequer ainda tem receitas?

Bom, já deu para entender porque afirmei ser uma tarefa relativamente complexa e também porque tantas pessoas se perdem neste processo de precificação. A boa notícia é que justamente por entender a importância de saber calcular seu valuation e por lidar diariamente com empreendedores e investidores, resolvi criar uma ferramenta acessível e assertiva para este fim. Só para se ter uma ideia de seu alcance, até o momento já são mais de 10 mil avaliações com mais de 90% de assertividade.

Esta ferramenta é a Valuation SME, 100% gratuita, automatizada e prática. O sistema Valuation SME propõe uma análise simples, porém completa, principalmente para startups nos estágios Aceleração, Anjo, Pré-Seed e Seed.

Para chegar ao valuation das startups, são utilizados os valores baseados em resultados, projeções, na necessidade de investimento, nos fatores técnicos, de risco e de sucesso. A ferramenta aprende com os resultados e de acordo com sua própria assertividade vai aperfeiçoando o sistema através de inteligência artificial.

A ferramenta traz uma abordagem muito mais abrangente comparada ao método tradicional de Venture Capital, por exemplo, que depende muito da visão, da expectativa, do estágio e da tese do investidor.

São avaliados, de forma qualitativa, vários aspectos de um negócio, trazendo uma abordagem ampliada para a precificação de uma Startup. É praticamente uma consolidação de todos os métodos, sendo aplicável para uma startup brasileira nos estágios iniciais.

Sendo assim, a estimativa de valuation final apontada pelo método é baseada em cada aspecto e dados inseridos (autodeclaração) que resultam em um cálculo interno levando em consideração pontuações, múltiplos, médias, critérios com seus respectivos pesos, indicadores e comparáveis das startups investidas por mim nesses últimos dez anos. A margem de erro é de até 10% para mais ou para menos, com seus respectivos pesos.

Lembrando que o valuation de uma startup representa o preço que algum investidor de risco está disposto a pagar para participar de um retorno futuro e incerto. Quanto menos distante e menos incerto for essa possibilidade de retorno e quanto mais claro forem os seus números, seus resultados e suas perspectivas, mais racional será o seu valuation e maiores serão as suas possibilidades de conseguir investidores. Simples assim.

Se gostou, indique a um amigo que está precisando dessa ferramenta gratuita e faça uma corrente do bem.

*João Kepler é CEO da Bossa Nova Investimentos

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter | Facebook | Youtube

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.