Bússola LIVE – Nova Lei de Licitações: O que muda?

Webinar na quarta, às 12h, debate avanços e lacunas da legislação que modifica as normas de contratação de obras e serviços pela administração pública

O Senado acaba de votar a redação final da nova Lei de Licitações (PL 4.253/2020), aprovada pelo Congresso no fim do ano passado, e o projeto agora vai à sanção presidencial. A legislação substituirá a atual Lei de Licitações (Lei 8.666, de 1993), a Lei do Pregão (Lei 10.520, de 2002) e o Regime Diferenciado de Contratações (Lei 12.462, de 2011), modificando as normas referentes aos sistemas de contratação da administração pública.

O projeto cria modalidades de contratação, tipifica crimes relacionados a licitações e disciplina itens do assunto em relação às três esferas de governo - União, estados e municípios. Entre as mudanças estão o seguro-garantia nas licitações, o que poderá contribuir para a redução de obras inacabadas, e um portal nacional de contratações públicas, com o objetivo de centralizar os procedimentos licitatórios dos entes federados por meio de um banco de dados unificado.

Ao garantir mais transparência entre governos e empresas, a nova Lei de Licitações representa um marco para o Brasil em direção às melhores práticas de contratações de obras e serviços. Especialistas celebram as novidades introduzidas pela legislação, como modalidades de contratação mais ágeis, estímulo a práticas sustentáveis, controle compartilhado com a sociedade, exigência de programas de integridade nas grandes contratações e sanções mais severas nos casos de infrações. Mas eles alertam para brechas que ainda precisam ser preenchidas e reforçam a necessidade de regulamentação para garantir que o texto seja aplicado corretamente.

Webinar promovido pela Bússola, na próxima quarta-feira, 17 de março, às 12h, vai debater os avanço e as lacunas da nova Lei de Licitações. Participarão do evento: Valdir Simão, ex-ministro da CGU e do Planejamento e sócio no Warde Advogados; Sergio Etchegoyen, ex-ministro do GSI, presidente-executivo do IBRIC e vice-presidente do Conselho de Administração da FSB; José Eugênio Gizzi, membro do Conselho de Infraestrutura da CNI e vice-presidente da CBIC; e José Guilherme Berman, sócio do BMA Advogados e vice-presidente da Comissão de Direito Administrativo da OAB/RJ. A moderação será feita por Rafael Lisbôa, diretor da Bússola.

Para assistir à live e enviar suas perguntas, inscreva-se aqui!

Assine os Boletins da Bússola

Siga Bússola nas redes:  InstagramLinkedin  | Twitter  |   Facebook   |  Youtube 

Últimas lives:

A força das mulheres na nova economia: lideranças femininas no ecossistema de inovação

Futuro da vida corporativa: novos modelos de organização das empresas pós-pandemia

Economia animal: o crescimento do mercado pet no Brasil

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.