Um conteúdo Bússola

5G: Óculos de realidade mista vão linkar mundo virtual com a realidade

Bússola entrevista Marcelo Rodino, que dará palestra sobre a nova era no universo digital, em evento do Ministério das Comunicações, em Natal
Rodino: "Não há nada mais empolgante que explorar os horizontes no mundo digital" (Bússola/Divulgação)
Rodino: "Não há nada mais empolgante que explorar os horizontes no mundo digital" (Bússola/Divulgação)
A
Ana Busch

Publicado em 13/09/2022 às 17:00.

Última atualização em 13/09/2022 às 17:16.

Imagine que você esteja caminhando para chegar a um local específico. E seja possível ver em seus óculos um mapa virtual com o ambiente a sua volta, indicando o melhor trajeto. "Esse é só um pequeno exemplo do que a tecnologia irá nos proporcionar", diz Marcelo Rodino, um pioneiro em tecnologias imersivas, responsável pela criação do Flex Universe, a primeira ferramenta brasileira no metaverso. Ele está falando de realidade híbrida, uma de suas apostas para o futuro próximo.

Rodino será um dos palestrantes do seminário 5G.BR, em Natal (RN), na próxima quinta-feira, 15 de setembro, no Hotel Holiday Inn. Durante o evento será discutida a relação entre o 5G, os games e as profissões do futuro, incluindo a abertura de vagas no mercado de trabalho em diversos setores de tecnologia, como o desenvolvimento de games, o metaverso e os NFTs, entre outros ambientes. O evento é promovido pelo Ministério das Comunicações.

Em entrevista exclusiva à Bússola, Rodino falou sobre a chegada do 5G ao Brasil, tecnologias imersivas, games e o mercado de trabalho.

Bússola: Nos últimos meses, as tecnologias imersivas têm ocupado muito espaço nas discussões, mas ainda não fazem parte do dia a dia do cidadão comum. Como o 5G pode colaborar para o desenvolvimento de aplicações de uso cotidiano?

Vale lembrar que, quando se diz tecnologias imersivas, estamos falando de realidade aumentada, realidade virtual e mista, e elas irão compor a nova internet que será muito mais imersiva e interativa.

Essas tecnologias trabalham com imagens tridimensionais que deverão aumentar o volume e exigir uma maior velocidade de transporte de dados.

Com o 5G, toda essa transferência de dados deverá ser muito mais ágil, gerando uma internet muito mais fluida, mesmo em ambientes tridimensionais complexos como os que fazem parte do metaverso.

Além disso, o 5G possui uma área de abrangência muito maior, atingindo pontos remotos  e conectando mais brasileiros.

Isso significa uma melhor distribuição de informação, de conhecimento e por isso, o setor de educação deverá ser um dos maiores beneficiados.

Bússola: Muitas das tecnologias que vemos hoje parecem saídas da ficção científica, como as holografias, que embora já existam há muito tempo se tornam cada vez mais reais e interativas, e os ambientes de reunião virtual dentro do metaverso. Quanto disso já tem aplicações práticas no dia a dia das empresas?

A realidade aumentada e a realidade virtual já são utilizadas para capacitação e treinamento dentro de empresas. Treinamentos virtuais que simulam o ambiente de trabalho em ações gamificadas poderão ser distribuídos pela internet.

Os colaboradores terão acesso a ferramentas de capacitação mais interativas e, para as empresas, isso significa uma economia muito maior, já que, em diversas situações, é necessário que o colaborador esteja presente no local físico para fazer seu treinamento.

Por exemplo, uma montadora de automóveis poderá treinar seus colaboradores em uma linha de montagem virtual, que poderá ser distribuída e replicada por toda a internet com custo e logística bem menores do que os ambientes de treinamento físicos  exigem.

Esse exemplo poderá ser replicado em diversos setores já que no mundo virtual não há limites para a produção de conteúdo.

Bússola: Você está à frente de diversos projetos pioneiros no desenvolvimento de realidade virtual e aumentada e que hoje se tornaram de uso corrente. Que tecnologias emergentes você acredita que devam ser prevalentes nos próximos anos?

Minha aposta é na realidade mista, que promete ser a evolução dos smartphones. Essa tecnologia permite projetar elementos virtuais dentro do mundo real por meio de óculos comuns que poderão ser usados no nosso dia a dia.

Imagine que você esteja caminhando para chegar em algum local específico.

Com os óculos de realidade mista será possível projetar um guia ou mapa virtual no ambiente a sua volta facilitando e indicando o seu melhor trajeto enquanto caminha. Esse é só um pequeno exemplo do que essa tecnologia irá nos proporcionar.

A Apple vem anunciando o desenvolvimento de um óculos específico para a realidade mista que deve popularizar o uso dessa tecnologia.  A minha expectativa é que esse lançamento seja tão disruptivo quanto foi o iPhone.

Bússola: Pensando no universo de games, como você imagina que o 5G deve impactar o cenário de desenvolvimento e de negócios no futuro próximo nessa indústria?

Não há dúvida de que o mercado do entretenimento será um dos maiores beneficiados com o 5G, e os games estão no topo da lista.

Mas é importante ressaltar que os jogos não estão restritos apenas ao universo do entretenimento, mas estão sendo cada vez mais utilizados em ações promocionais de grandes marcas e nas áreas da educação e treinamento.

Mais do que o metaverso, eu acredito que a gamificação deverá ser a peça central para o futuro da internet, se tornando também uma ferramenta de comunicação para diversas áreas.

Com a chegada do 5G, o desenvolvimento de projetos nesse sentido deverá acontecer de forma acelerada. Bússola: O mercado de trabalho vem sendo altamente impactado pela velocidade da transformação digital. Que conselho você daria para quem está ingressando hoje na universidade?

As discussões sobre o metaverso e as tecnologias imersivas fizeram com que as grandes marcas começassem uma verdadeira corrida do ouro no mundo virtual, mas a verdade é que poucas sabem como se comunicar dentro do mundo virtual.

A demanda por profissionais da área dos games está aumentando cada vez mais, não só pelos seus conhecimentos técnicos mas também pela sua compreensão e vivência nesses ambientes.

A nova internet e o 5G abrem a porta para um mundo aberto que poderá ser explorado por diversas áreas.

Seja qual for sua profissão, entender como traduzir tudo o que fazemos no mundo real para digital será de grande valor no mercado ao longo dos próximos anos. E não tem nada mais empolgante que explorar novos horizontes no mundo digital.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Gamificação: uma moda muito bem-vinda

5G vai levar mercado de desenvolvimento de games a outro patamar

5G aumenta nível competitivo do Brasil no universo dos games profissionais