Um conteúdo Bússola

Três perguntas de ESG para Rodrigo Freire, da Holu

CEO da plataforma que entrega energia solar Holu fala sobre benefícios econômicos e ambientais e o aumento na procura com a crise hídrica
Rodrigo Freire, CEO da Holu (Holu/Reprodução)
Rodrigo Freire, CEO da Holu (Holu/Reprodução)
B
Bússola

Publicado em 08/07/2021 às 16:29.

Última atualização em 08/07/2021 às 16:34.

Por Renato Krausz*

1) Quais são os principais entraves para uma pequena empresa instalar um sistema de geração distribuída de energia solar?

Atualmente, há pouco mais de 500.000 sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede, o que é muito pouco diante do potencial brasileiro. Entre os principais entraves estão a complexidade técnica do produto, a necessidade de um investimento inicial relevante para a compra dos painéis e a burocracia de aprovação do sistema pelas concessionárias de energia.

É justamente para atuar nessas três frentes que a Holu chegou ao Brasil em 2020. Nossa plataforma desenvolvida na Noruega transforma a jornada de compra em uma experiência fluida e descomplicada, apresentando em um lugar só todas as informações necessárias para uma decisão de compra segura e confiante. Tudo isso em uma experiência 100% digital e eficiente, em que os clientes conseguem ir do início ao fim em questão de poucos minutos.

Além disso, tornamos a energia solar mais acessível por meio de um marketplace que compara dezenas de fornecedores e orçamentos instantaneamente, apresentando ao cliente apenas o melhor valor encontrado para seu projeto na região. Nós também facilitamos a forma de pagamento, por meio de financiamentos com taxas atrativas de juros ou parcelado em dez vezes sem juros no cartão de crédito. E cuidamos de toda a burocracia.

2) Uma vez instalado, quais são os principais benefícios ambientais e econômicos?

O consumidor que opta por um sistema solar pode ter economia de até 99% na sua conta mensal. Com isso, o investimento feito para adquirir um sistema de geração solar se paga em poucos anos, e a partir daí o consumidor terá mais de 20 anos de benefícios contínuos. A instalação dos painéis também pode resultar na valorização do imóvel em uma venda.

Os ganhos ambientais são amplos. O sol é a fonte de energia mais abundante e inesgotável de todas. Como uma energia limpa, renovável e sustentável, a geração solar ajuda a reduzir significativamente a dependência de combustíveis fósseis, o consumo de água e a emissão de gases de efeito estufa.

Do ponto de vista macro, a fonte solar fotovoltaica no Brasil gera mais de 250.000 empregos e garante mais de 2 bilhões de reais em arrecadação de tributos, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

3) A crise hídrica em curso já impactou na procura pela Holu?

Em um momento de possível crise no abastecimento, é natural um aumento na procura pelo nosso produto, que é uma excelente alternativa energética. Mas não é apenas o fantasma do apagão que faz isso. Uma maior consciência do consumidor sobre o uso dos recursos naturais e sobre a necessidade de buscar modelos mais sustentáveis para o nosso estilo de vida também impulsiona o negócio. E isso se dá de forma exponencial. O crescimento será sem limites.

*Renato Krausz é sócio-diretor da Loures Comunicação

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedIn | Twitter  |   Facebook   |  YouTube