SP rescinde contrato com consórcio construtor da linha 4

A construção de mais cinco estações da segunda fase do projeto da Linha 4 estava a cargo da espanhola IsoluxCorsán-Corviam

São Paulo - O governo do Estado de São Paulo rescindiu contrato com o consórcio construtor de estações da linha 4 do metrô da capital paulista, informou a Secretaria de Transportes Metropolitanos nesta quinta-feira.

Segundo a secretaria, o contrato foi anulado por "falta de execução" de obras.

A construção de mais cinco estações da segunda fase do projeto da linha 4, prevista para entrar em operação a partir do ano passado, estava a cargo da espanhola IsoluxCorsán-Corviam.

Representantes da companhia no Brasil não estavam disponíveis para comentar o assunto.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também