Brasil

"Se correr o bicho pega", diz Cid Gomes sobre Flávio Bolsonaro e Lula

O senador eleito comentou as denúncias envolvendo Flávio Bolsonaro e a delação do Palocci sobre o ex-presidente Lula

Cid Gomes: o senador eleito pelo PDT age para se firmar como uma das principais vozes de oposição no Senado (Elza Fiúza/AGÊNCIA BRASIL/Agência Brasil)

Cid Gomes: o senador eleito pelo PDT age para se firmar como uma das principais vozes de oposição no Senado (Elza Fiúza/AGÊNCIA BRASIL/Agência Brasil)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 19 de janeiro de 2019 às 10h40.

São Paulo - O senador eleito Cid Gomes, irmão do presidenciável derrotado Ciro Gomes, usou o Twitter na manhã deste sábado para repercutir desdobramentos do caso envolvendo Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, e novas declarações feitas em delação pelo ex-ministro Antonio Palocci.

Futuro colega de Flávio no Senado e ex-aliado do PT, Cid publicou prints de duas notícias que vieram a público ontem. Primeiro, das revelações feitas pelo Jornal Nacional, apontando 48 depósitos suspeitos nas contas do senador eleito do PSL. Logo abaixo, outro print da notícia de que Palocci afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria recebido dinheiro vivo.

"Tá difícil!!! Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come", comentou Cid. O senador eleito pelo PDT age para se firmar como uma das principais vozes de oposição no Senado.

Acompanhe tudo sobre:Flávio BolsonaroLuiz Inácio Lula da SilvaPolíticos

Mais de Brasil

Quero ser responsável pela vitória dele, diz Lula no lançamento da candidatura de Boulos em SP

Com esquerda em peso e até bolsonarista, PSD oficializa candidatura de Paes sem definir vice

Vamos colocar a periferia em primeiro lugar, diz Boulos ao oficializar candidatura ao lado de Lula

Fuad e Kassab apostam em discurso moderado e feitos da gestão para reeleição em prefeitura BH

Mais na Exame