A página inicial está de cara nova Experimentar close button

São Paulo e Osasco combatem dengue

As equipes também vão distribuir toucas para caixa d'água, uma tela fina que não permite a passagem dos mosquitos

São Paulo - Agentes de saúde das prefeituras de São Paulo e Osasco vão realizar a partir de amanhã ações conjuntas de combate ao mosquito transmissor da dengue em bairros na divisa entre as duas cidades, onde os casos da doença cresceram fortemente nos últimos dias.

O trabalho dos agentes ocorrerá nos bairros do Jaguaré, Presidente Altino e Parque Continental e incluirá nebulização (fumacê) e eliminação de possíveis criadouros de mosquitos dentro de recipientes comuns em imóveis, tais como pratinhos de vasos de plantas, pneus velhos, ou qualquer outro recipiente com água parada.

As equipes também vão distribuir toucas para caixa d'água, uma tela fina que não permite a passagem dos mosquitos. A ideia é que essa tela funcione como uma tampa provisória, até que o dono do imóvel providencie a definitiva.

Na sexta-feira, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), afirmou que há um foco de dengue na região do Jaguaré, na zona oeste da capital paulista. De acordo com ele, porém, trata-se de um caso "extraordinário", não verificado em outras regiões da cidade.

Em apenas uma semana, o número de casos de dengue registrados em São Paulo no acumulado do ano cresceu 55%, segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde. Desde 1º de janeiro, foram notificados 1.166 casos da doença. No balanço anterior, divulgado há uma semana, eram 751.

Haddad também pediu que a população contribua para diminuir a incidência da dengue. Como medida preventiva, a população não deve permitir o acúmulo de água em locais a céu aberto, como costuma ocorrer em vasos de plantas, caixas d'água, embalagens e lixo expostos e piscinas sem tratamento adequado com cloro.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também