Randolfe quer convocar presidente da CBF para falar sobre a Copa América

De acordo com o vice-presidente da CPI da Covid, "não temos a menor condição de sediar uma Copa neste momento de pandemia"
Randolfe Rodrigues: "É necessário saber quais medidas foram planejadas para garantir segurança sanitária aos brasileiros diante da realização da Copa América com tanta celeridade" (Edilson Rodrigues/Agência Senado)
Randolfe Rodrigues: "É necessário saber quais medidas foram planejadas para garantir segurança sanitária aos brasileiros diante da realização da Copa América com tanta celeridade" (Edilson Rodrigues/Agência Senado)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 31/05/2021 às 16:44.

Última atualização em 31/05/2021 às 18:18.

O vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid-19, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), quer convocar o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, para prestar esclarecimentos sobre as medidas de segurança para a realização de partidas da Copa América no país. De acordo com o senador, "não temos a menor condição de sediar uma Copa neste momento de pandemia".

"Sou amante do futebol, mas sou defensor da vida! Se o presidente tivesse tido essa agilidade p/ responder à Pfizer como foi com a Conmebol, certamente poderíamos estar recebendo esse evento", pontuou Randolfe em seu perfil no Twitter. Segundo ele, a realização das partidas seria "uma afronta às mais de 450.000 vidas que perdemos para a covid-19".

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou nesta segunda-feira, 31, que o evento seria transferido ao Brasil devido à alta de casos de covid-19 na Argentina, que inicialmente sediaria o campeonato. Em comunicado oficial, a entidade agradeceu o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por acolher e "abrir as portas do país" para o torneio, que ocorrerá entre os dias 13 de junho e 10 de julho.

"É necessário saber quais medidas foram planejadas para garantir segurança sanitária aos brasileiros diante da realização da Copa América com tanta celeridade", declarou o senador.

  • Entenda como as decisões do Planalto, da Câmara e do Senado afetam seus investimentos.Assine a EXAME.