Governo de SP mantém a quarentena até o dia 15 de julho; veja regras

A regra atual, que terminaria no dia 30 de junho, permite a abertura dos estabelecimentos com capacidade de 40% e entre as 6h e às 21h

O governo de São Paulo prorrogou a quarentena atual em todo o estado até o dia 15 de julho. As regras teriam validade até o dia 30 de junho, mas o Centro de Contingência da Covid-19 recomendou manter as normas que estão em vigor. A regra atual permite que os estabelecimentos podem abrir, com capacidade de 40% e entre as 6h e às 21h. 

O toque de recolher fica mantido entre 21 horas e 5 horas. Parques estaduais e municipais podem abrir das 6h às 21h. O teletrabalho para atividades administrativas não essenciais continua obrigatório. Diferentemente de como era adotado até então, o governo determinou todas as regras de forma única para todo o estado.

"Decidimos prorrogar até o dia 15 de julho devido aos índices ainda elevados de óbitos e de casos. O governo vai seguir a recomendação do Centro de Contingência. Essa fase era inicialmente era para terminar no dia 30 de junho", disse o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em entrevista coletiva nesta quarta-feira, 23.

De acordo com dados da Secretaria da Saúde do estado, a Grande São Paulo está taxa de ocupação de leitos de UTI de 74%. A última vez que este valor ficou neste patamar foi em fevereiro. Em todo o estado a ocupação está em 78%. Os casos aumentaram 31% na última semana em relação a anterior, passando de 13.482 para 17.662.

Escolas

As escolas do estado de São Paulo podem voltar às aulas presenciais com todos os alunos a partir do dia 2 de agosto. Até lá, precisam cumprir a regra de capacidade de 35%. A medida vale tanto para a rede pública quanto para a privada.

Para receber mais alunos, as unidades vão precisar respeitar o distanciamento de um metro entre os estudantes (antes era 1,5 metro), o uso de máscara será obrigatório, assim como a disponibilidade de álcool em gel. 

No mês de agosto a volta não será obrigatória e cada escola terá autonomia para estabelecer regras que façam sentido no contexto local.

Regras da quarentena válidas até o dia 15 de julho

  • Comércio, shoppings, restaurantes, salões e academias: permitida a abertura das 6h às 21h, com capacidade de 40%
  • Bares só podem funcionar na modalidade restaurante, seguindo as mesmas regras
  • Teletrabalho de serviços administrativos é obrigatório
  • Parques podem abrir das 6h às 21h
  • Atividades culturais (museus, galerias e similares): das 6h às 21h, com capacidade de 40%
  • Toque de recolher das 21h às 5h
  • Igrejas e templos podem abrir, com capacidade de 40%
  • Escolas: por enquanto, podem abrir, com capacidade de 35%

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também