Professores de SP entram em greve nesta segunda-feira

De acordo com o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), 20 mil professores participaram da decisão

São Paulo - Os professores da rede estadual de ensino do Estado de São Paulo entram em greve por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira, 22.

A decisão foi anunciada na última sexta-feira, dia 19, em assembleia realizada durante manifestação que fechou a Avenida Paulista. De acordo com o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), 20 mil professores participaram da decisão.

Entre as reivindicações da categoria estão o aumento salarial de 36,74%, com um reajuste imediato de 13,5%, e a implementação da chamada jornada do piso.

De acordo com a entidade, o Estado não teria acompanhado uma decisão nacional que prevê que 33% da jornada de trabalho dos professores seja destinada à preparação de aulas e à formação continuada no local de trabalho.

Em nota oficial, a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo qualificou como "inverdades" as informações da categoria de que o Governo não cumpriria integralmente a Lei Nacional do Piso Salarial do Magistério Público (que também estabelece a composição da jornada de trabalho dos professores).

Segundo a pasta, o salários dos funcionários da rede estadual de SP (com carga horária de 40h semanais) é de R$ 2.088,27, valor que ultrapassaria em 33,3% o piso salarial de R$ 1.567,00 previsto pela lei.

A Secretaria informou ainda que um projeto de aumento de 8,1% no salários dos professores já teria sido encaminhado à Assembleia Legislativa de SP.

Segundo a Apeoesp, o reajuste real é de 2% - o que significaria um acréscimo de R$ 0,19 a R$ 0,22 por hora-aula. 6% do aumento anunciado para 2013 já estaria previsto na lei completar nacional. Um aviso do site da Apeoesp aconselha pais a não enviarem seus filhos a escola nesta segunda-feira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.