Presidente municipal do PSDB visita Covas e diz que ele está "lutando"

Fernando Alfredo conversou com jornalistas e afirmou que é preciso "aguardar e respeitar o momento" de Bruno Covas
Covas: prefeito está internado no Hospital Sírio Libanês após ter tido uma piora em seu quadro de saúde e, de acordo com boletim médico, seu estado é irreversível (Patrícia Cruz/Divulgação)
Covas: prefeito está internado no Hospital Sírio Libanês após ter tido uma piora em seu quadro de saúde e, de acordo com boletim médico, seu estado é irreversível (Patrícia Cruz/Divulgação)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 15/05/2021 13:45 | Última atualização em 15/05/2021 13:45Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O presidente municipal do PSDB, Fernando Alfredo, que além de correligionário, é amigo de adolescência de Bruno Covas, fez uma visita ao prefeito paulista no hospital Sírio Libanês, neste sábado (15). Na saída do hospital, Alfredo conversou com jornalistas, onde destacou a carreira política do prefeito licenciado, e afirmou que é preciso "aguardar e respeitar o momento" de Covas.

"Agora é a gente aguardar, respeitar o momento dele, ele é forte ele é guerreiro, está lutando. E é isso, não tem muito o que falar além de todos nós nos unirmos numa corrente do bem e torcer para que ele fique bem", declarou Alfredo.

Emocionado, o presidente municipal da sigla falou que Covas era um exemplo de vida "como o avô", disse, lembrando do ex-governador paulista Mário Covas, e também afirmou que quem perde com o quadro clínico do prefeito não é o PSDB, mas o País. "Sem sombra de dúvidas o Bruno seria governador e seria presidente desse País, ele era nossa esperança, esperança da nossa geração", declarou.

Bruno Covas está internado no Hospital Sírio Libanês após ter tido uma piora em seu quadro de saúde e, de acordo com boletim médico, seu estado é irreversível. Nota divulgada ontem (14) pelo hospital afirma que o tucano segue recebendo medicamentos analgésicos e sedativos cercado por parentes e amigos. "O quadro clínico é considerado irreversível pela equipe médica."