Popularidade de Bolsonaro cai e desaprovação sobe, diz pesquisa CNI/Ibope

38% consideram governo ruim/péssimo, alta de quatro pontos percentuais desde setembro, contra 29% que o consideram bom/ótimo

São Paulo - Caiu a popularidade do presidente Jair Bolsonaro, enquanto a desaprovação do seu governo subiu.

É o que mostra uma pesquisa divulgada na tarde desta sexta-feira (20) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), que encomendou o levantamento para o Ibope.

O percentual de brasileiros que avalia o governo como ruim ou péssimo passou de 34% em setembro para 38% em dezembro, fora da margem de erro de dois pontos percentuais.

Já 29% consideram o governo bom ou ótimo. Em abril, essa taxa era de 35%, indo para 32% em junho e 31% em setembro.

A porcentagem dos brasileiros que consideram a administração regular foi de 31% em dezembro, índice estável dentro da margem desde o início do mandato.

A CNI/Ibope fez o levantamento entre os dias 5 e 8 de dezembro, e ouviu 2 mil pessoas em 127 municípios.

41% dos brasileiros aprovam e 53% não aprovam a forma de Bolsonaro governar. O resultado é o pior para o governo entre as quatro edições da pesquisa realizadas desde o início do mandato.

Em abril deste ano, aqueles que desaprovavam eram 40%, 13 pontos percentuais a menos do que hoje. O aumento foi progressivo nas pesquisas posteriores: 48% em junho e 50% em setembro.

56% dizem não confiar no governo. O nível de confiança caiu, mas dentro da margem de erro: no primeiro levantamento eram 45%, que subiu para 51% em junho e 55% em setembro.

A aprovação do combate ao desemprego aumentou 5 pontos percentuais entre setembro e dezembro, passando de 36% para 41%. O tema deixou portanto de ser o terceiro com pior avaliação e passa a ser o
terceiro mais bem avaliado.

A avaliação é dividida em áreas especialmente controversas do governo, como meio ambiente (40% aprovam e 54% desaprovam) e educação (45% aprovam e 51% desaprovam).

Uma pesquisa especial da CNI com empresários, divulgada no último dia 11, mostra uma avaliação bem mais positiva do governo entre este grupo.

60% consideram o governo ótimo ou bom, quase o dobro da taxa entre a população em geral. 65% dos empresários disseram confiar no governo, e 64% afirmaram aprovar a forma de Bolsonaro governar.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.