Brasil

PF cumpre mandado em escritórios de contabilidade na Zelotes

Segundo o MPF, os 74 julgamentos em análise somam 19,6 bilhões de reais que deixaram de ser recolhidos aos cofres públicos


	Polícia Federal: os investigadores responsáveis pelo caso analisam cerca de 70 julgamentos realizados pelo Carf
 (Arquivo/Agência Brasil)

Polícia Federal: os investigadores responsáveis pelo caso analisam cerca de 70 julgamentos realizados pelo Carf (Arquivo/Agência Brasil)

DR

Da Redação

Publicado em 3 de setembro de 2015 às 10h59.

A Polícia Federal cumpriu nesta quinta-feira mandados de busca e apreensão em nove escritórios de contabilidade que prestam serviços a empresas investigadas no âmbito da operação Zelotes - tarefa ao lado do Ministério Público Federal (MPF), da PF e da Corregedoria do Ministério da Fazenda, os escritórios que foram alvo da ação funcionam no Distrito Federal, São Paulo e Rio Grande do Sul.

"Com a medida, os investigadores esperam ter acesso a materiais que possam provar o envolvimento de 12 empresas e 11 pessoas físicas com o esquema fraudulento que lesou os cofres públicos com o não recolhimento de impostos", informou a Receita em comunicado.

Os investigadores responsáveis pelo caso analisam cerca de 70 julgamentos realizados pelo Carf no período de 2005 a 2013. Há suspeitas de que ex-conselheiros, servidores públicos e empresas de consultoria montaram um esquema para negociar o resultado desses julgamentos.

Segundo o MPF, os 74 julgamentos em análise somam 19,6 bilhões de reais que deixaram de ser recolhidos aos cofres públicos, dos quais seria possível recuperar cerca de 5 bilhões de reais.

O Carf julga em segunda instância recursos administrativos fiscais relativos a tributos cobrados pela Receita Federal. De acordo com o MPF, os integrantes do esquema de corrupção escolhiam processos de grande valor que estavam na pauta do órgão, buscando, em seguida, oferecer uma solução conveniente às companhias em troca de dinheiro.

Acompanhe tudo sobre:Operação ZelotesPolícia Federalreceita-federal

Mais de Brasil

Após receber novas doses, SP vai retomar a vacinação contra dengue neste sábado

Boulos quer câmeras corporais em agentes da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo

Conselho proíbe internação de crianças e adolescentes em comunidades terapêuticas

Casas de apostas terão que comunicar operações suspeitas ao Coaf e classificar risco de apostadores

Mais na Exame