Petrópolis: total de mortos chega a 176; ao menos 112 estão desaparecidos

Equipes de busca se dividem no Morro da Oficina, na Rua Teresa, no Alto da Serra, na Chácara Flora, na Vila Felipe, em Caxambu e localidades vizinhas
 (CARL DE SOUZA/AFP)
(CARL DE SOUZA/AFP)
Por Agência O GloboPublicado em 21/02/2022 10:28 | Última atualização em 21/02/2022 10:29Tempo de Leitura: 2 min de leitura

As buscas por desaparecidos em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, entrou no sétimo dia nesta segunda-feira, com tempo adverso e com previsão de chuva. No fim da madrugada começou a ventar bastante no Morro da Oficina, no Alto da Serra, obrigando os socorristas a interromper os trabalhos. No início da manhã, as buscas foram retomadas e o número de desaparecidos passou de 126 para 112.

O número de mortos na tragédia em Petrópolis chegou a 176 nesta segunda-feira, de acordo com o Corpo de Bombeiros, superando da maior tragédia na cidade até então. De acordo com a Polícia Civil, que ainda computa 171 óbitos, 103 mortos são do sexo feminino. Outros 68, do masculino. Do total, 29 são menores. Já foram identificados 143, sendo 134 liberados para enterro. Há, ainda, dois outros liberados, mas familiares para preenchimento de documento de óbito.

As equipes de busca se dividem no Morro da Oficina, na Rua Teresa, no Alto da Serra, na Chácara Flora, na Vila Felipe, em Caxambu e localidades vizinhas, os pontos mais atingidos no temporal da semana passada.

A previsão do tempo nesta segunda-feira é de sol com nuvens e possibilidade de chuva (67%), com volume um pouco menor que o de sábado, de acordo com o Climatempo.