Para Aécio, PSDB triunfou sobre PT em MG

Para Aécio, o resultado do segundo turno "coroou" a vitória do primeiro turno "acima de quaisquer expectativas".

Belo Horizonte – Depois de impor uma derrota ao governo federal ao conseguir reeleger em primeiro turno o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), o PSDB triunfou novamente sobre o PT mesmo sem candidato próprio nos quatro municípios mineiros onde o chefe do Executivo foi definido em segundo turno. Nos três desses municípios em que petistas disputavam o pleito os candidatos apoiados pelo senador tucano Aécio Neves, principal nome da oposição para a disputa presidencial de 2014, saíram vitoriosos.

Para Aécio, o resultado do segundo turno “coroou” a vitória do primeiro turno “acima de quaisquer expectativas”. “O objetivo desse segundo turno era vencer o PT e nós vencemos em todas as três. Eram lugares estratégicos para o avanço do PT”, afirmou o senador, em entrevista ao Grupo Estado. Os tucanos só não estavam do lado vencedor em Uberaba, no Triângulo Mineiro, onde o deputado estadual Antonio Lerin (PSB), apoiado pelo senador, foi derrotado pelo deputado federal Paulo Pìau (PMDB). “Nosso objetivo é que a vitória fosse nossa, de aliados. É um conjunto de forças, porque não é só o PSDB”, declarou.


Em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, Bruno Siqueira (PMDB) teve 57,16% dos votos válidos contra 42,84% de Margarida Vieira (PT); em Montes Claros, no norte do Estado, o ex-deputado Ruy Muniz (PRB) ganhou com 56,15% da preferência do eleitorado diante de 43,85% do deputado estadual petista Paulo Guedes; e, em Contagem, o também deputado estadual Durval Ângelo (PT), que teve 34,10% dos votos válidos, foi derrotado pelo colega de Assembleia Legislativa Carlin Moura (PCdoB), vitorioso com 65,90% de votação e apoio dos tucanos, apesar de seu partido ser da oposição ao governo do PSDB em Minas.

Durante a campanha eleitoral, o ex-ministro petista Patrus Ananias, derrotado na disputa pela prefeitura da capital mesmo com apoio pessoal de Dilma e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, chegou a afirmar que Aécio tem a intenção de “acabar com o PT” em Minas. O tucano assume que o resultado das eleições municipais no Estado “obviamente fragiliza ainda mais” o partido da presidente, mas nega que tenha intenção de destruir os adversários e avalia que a urnas indicaram “a aprovação de um projeto”. “Quando o PT age com muita agressividade, ele acaba perdendo. As vitórias que o PT teve foram vitórias onde construiu uma linha de não confronto”, salientou.

Aécio citou como exemplo o caso de Uberlândia, também no Triângulo Mineiro, a única com mais de 200 mil habitantes em Minas que terá um prefeito petista a partir de 2013. No município, o deputado federal Gilmar Machado (PT) teve 68,72% dos votos válidos e venceu o pleito ainda no primeiro turno. “O Gilmar fez uma campanha de aliado. Em nenhum momento fez qualquer crítica ao governo (estadual). Ao contrário, (ganhou) falando em parcerias. Um discurso de respeito ao que está acontecendo em Minas”, observou Aécio.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.