Mulher cai de ponte Rio-Niterói e sobrevive

Isabel Cristina Anacleto caiu por volta das 7 horas de ontem da Ponte Rio-Niterói, após um ônibus bater em seu veículo, que estava parado no acostamento

Rio de Janeiro - Isabel Cristina Anacleto, de 39 anos, caiu por volta das 7 horas de ontem da Ponte Rio-Niterói, após um ônibus bater em seu veículo, que estava parado no acostamento. A mulher sobreviveu à queda de cerca de 35 metros de altura e foi resgatada por pescadores que passavam pela Baía de Guanabara.

A vítima foi levada para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro do Rio, com fratura exposta em um dos braços. Ela foi submetida a uma cirurgia e seu estado é estável. Isabel ficou internada em observação.

A mulher seguia do Rio de Janeiro para Niterói com a sobrinha Adriele, de 14 anos, quando seu carro enguiçou. Segundo a assessoria de comunicação da CCR, concessionária da ponte, a mulher estava no acostamento quando um ônibus atingiu o carro. Não se sabe se ela foi atropelada pelo ônibus ou pelo carro, que ficou destruído. Adriele não sofreu ferimentos.

Repeteco

A queda de Isabel é a segunda em pouco menos de dois meses. Em 3 de março, Marina Pinto Borges, de 22 anos, perdeu o controle do veículo, captou várias vezes, bateu na mureta e caiu no vão. Ela foi socorrida, submetida a cirurgia e se recuperou. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.