A página inicial está de cara nova Experimentar close button

MP responsabiliza 4 bombeiros por incêndio na boate Kiss

Ministério Público considerou que quatro acusados concederam alvarás de funcionamento à boate desde 2008 sem que fossem cumpridas várias normas contra incêndios

Rio de Janeiro - O Ministério Público do Rio Grande do Sul responsabilizou nesta segunda-feira quatro bombeiros por irregularidades que provocaram o incêndio da boate Kiss, na cidade de Santa Maria, onde morreram 242 pessoas no último dia 27 de janeiro.

Os quatro bombeiros, o coronel Altair de Freitas Cunha, o tenente-coronel Moisés da Silva Fuchs, o capitão Alex da Rocha Camillo e o major retirado Daniel da Silva Adriano foram acusados pelo delito de improbidade administrativa.

O Ministério Público considerou que os quatro acusados concederam alvarás de funcionamento à boate desde 2008 sem que fossem cumpridas várias normas contra incêndios.

Este processo se soma a outro aberto pela Justiça militar, que processou oito bombeiros por supostas omissões de supervisão da segurança na boate.

Os dois proprietários da boate, Elissandro Spohr e Mauro Hoffman, e dois membros da banda Gurizada Fandangueira, que se apresentava no momento do incêndio, o cantor Marcelo de Jesus dos Santos e o produtor musical Luciano Augusto Bonilha Leão, foram acusados de homicídio em primeiro grau.

O incêndio ocorreu pelo uso de um artefato pirotécnico durante o show da banda Gurizada Fandangueira, que, em contato com a espuma do isolamento acústico do teto, gerou um gás tóxico que causou a maioria das mortes, segundo o relatório policial.

Também hoje a Advocacia Geral da União (AGU) ordenou os donos da Kiss a pagar R$ 1,5 milhão como ressarcimento de benefícios previdenciários concedidos a 17 funcionários, terceirizados e dependentes, cinco deles falecidos no incêndio da boate.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também