Polícia apreendeu R$ 6 milhões na casa de ex-secretário de Saúde do Rio

A Justiça determinou também o arresto de bens e valores de Edmar Santos até o valor de R$ 36.922.920

Ao efetuar a prisão do ex-secretário de Saúde Edmar Santos, os promotores do Ministério Público do Rio apreenderam na manhã desta sexta-feira, 10, um total de mais de 6 milhões de reais em dinheiro nos endereços relacionados a ele que também foram alvo de busca e apreensão. Edmar Santos foi preso na manhã desta sexta-feira em sua casa, em Botafogo, na zona sul do Rio.

O mandado de prisão foi cumprido pelo Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc), com apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ) e da Delegacia Fazendária da Polícia Civil, em um desdobramento da Operação Mercadores do Caos.

A Justiça determinou também o arresto de bens e valores de Edmar Santos até o valor de 36.922.920 de reais, que, de acordo com o MP, é equivalente aos recursos públicos do estado desviados em três contratos fraudados para aquisição dos equipamentos médicos durante a pandemia do novo coronavírus.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.