Metade dos gastos do Brasil vai para programas sociais

Valor, que chegou a R$ 405,2 bilhões, foi distribuído entre o regime geral de previdência, o amparo ao trabalhador e assistência, segundo Folha de S. Paulo

São Paulo - Pela primeira vez na história do país, os recursos destinados aos programas sociais de transferência de renda do governo equivalem a 50,4%, mais da metade de tudo o que foi gasto pelo Brasil, segundo o jornal Folha de S. Paulo de hoje.

O valor foi impulsionado pelo reajuste do salário mínimo e pela reformulação do programa Bolsa Família, destinado para famílias carentes. 

O montante chegou a 405,2 bilhões de reais no ano passado, distribuídos entre o regime geral de previdência, o amparo ao trabalhador e assistência - valor que equivale a 9,2% do Produto Interno Bruto (tudo que foi recebido da população e de empresas instaladas no país).

Vale lembrar que as cargas de impostos no Brasil giram em torno de 35%, sendo que na maior parte dos países latinos e asiáticos a porcentagem fica em torno de 20% a 25%. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.