Líder tucano pede informações sobre caso Panamericano

Duarte Nogueira pediu ao ministro da Fazenda e ao presidente do Banco Central maiores informações sobre a venda do Panamericano ao BTG Pactual

Brasília – O líder do PSDB na Câmara, Duarte Nogueira (SP), protocolou hoje na Mesa da Casa um pedido de informações ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, e ao presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, sobre a operação de venda do banco Panamericano para o BTG Pactual e o rombo estimado em R$ 4 bilhões da instituição financeira que pertencia ao empresário Sílvio Santos, que é também dono da rede de televisão SBT.

No pedido, Nogueira questiona qual o valor exato do rombo e quer saber quando o Banco Central descobriu os problemas no Panamericano. O líder tucano pergunta qual foi exatamente o aporte do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que é privado, e quais as condições para a operação de salvamento do banco de Sílvio Santos.

Nogueira pergunta ainda a Mantega e a Tombini se o BTG Pactual ficou ou não com as dívidas do banco Panamericano. O tucano quer saber se a dívida do banco de Sílvio Santos foi “perdoada”. O deputado ainda solicita informações sobre o aporte de R$ 1,5 bilhão feito pela Caixa em 2009 ao banco Panamericano.

O requerimento de informação foi protocolado na Mesa Diretora, que analisará e encaminhará a Mantega e a Tombini. Depois de receber os pedidos, eles têm 30 dias para responder, sob pena de serem enquadrados em crime de responsabilidade.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.