Joaquim Barbosa deixa relatoria dos casos do mensalão

O presidente do STF afirma que os processos devem ser encaminhados ao vice-presidente da Corte, Ricardo Lewandowski

Brasília – O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, decidiu, no início da tarde desta terça-feira, 17, deixar a relatoria dos processos de execução penal de todos os condenados no mensalão.

No despacho em que formaliza a decisão, Barbosa afirma que os processos devem ser encaminhados ao vice-presidente da Corte, Ricardo Lewandowski, para que seja providenciada a redistribuição.

Barbosa tomou a decisão a 15 dias de se aposentar.

No despacho, ele cita episódio ocorrido na semana passada, quando se envolveu em uma discussão com o advogado do ex-deputado federal José Genoino, um dos condenados do mensalão.

Na segunda-feira, 16, Barbosa pediu que o Ministério Público processe o advogado.