Brasil

Grupo protesta perto de residência de Graça Foster no RJ

Com faixas, cartazes e batendo panelas, grupo pede demissão de diretoria da Petrobras e responsabilização de Graça por eventuais atos criminosos comprovados


	Graça: protesto está a cerca de 30 metros do prédio onde mora presidente da Petrobras
 (Wilson Dias/ABr)

Graça: protesto está a cerca de 30 metros do prédio onde mora presidente da Petrobras (Wilson Dias/ABr)

DR

Da Redação

Publicado em 3 de fevereiro de 2015 às 18h18.

Rio de Janeiro - Cerca de 20 pessoas se reúnem para um protesto, desde as 17h45 desta terça-feira, a cerca de 30 metros do prédio onde mora a presidente da Petrobras, Graça Foster, em Copacabana, na zona sul do Rio.

Com faixas, cartazes e batendo panelas, o grupo pede a demissão de toda a diretoria da estatal e a responsabilização de Graça pelos eventuais atos criminosos que ficarem comprovados.

Pelo menos 50 policiais militares estão no entorno do imóvel, na esquina das ruas Bolivar e Domingos Ferreira. Mas o clima é amistoso.

"Precisava fazer alguma coisa pra demonstrar a indignação com a situação", diz a dentista Rizzia Arrieiro, que organizou o panelaço.

Às 18h15 o grupo seguiu até a frente do prédio, onde entoou em coro "Ou, ou, ou, o PT roubou".

Depois se seguiram discursos dos ativistas.

Acompanhe tudo sobre:Capitalização da PetrobrasEmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasEmpresas estataisEstatais brasileirasExecutivos brasileirosGás e combustíveisGraça FosterIndústria do petróleoMulheres executivasPetrobrasPetróleoProtestosProtestos no Brasil

Mais de Brasil

Governo diz que 'apagão cibernético' não afetou sistema Gov.br e outros sistemas

Entenda por que terremoto no Chile foi sentido em São Paulo

Censo: quilombolas têm taxa de analfabetismo quase três vezes maior do que a nacional

'Apagão cibernético' não afeta operações em aeroportos do Brasil, diz ministro

Mais na Exame