Acompanhe:

Gilmar confirma competência do TSE para decidir disputa pelo comando do PROS

Gilmar Mendes é relator de uma reclamação apresentada pelo partido depois que o TSE devolveu a presidência da sigla ao fundador

Modo escuro

Continua após a publicidade
Em sua decisão, Gilmar Mendes disse que a dissidência entre grupos que disputam o controle do PROS "se prolongou no tempo (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Em sua decisão, Gilmar Mendes disse que a dissidência entre grupos que disputam o controle do PROS "se prolongou no tempo (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 20 de agosto de 2022 às, 14h52.

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu que a competência para processar e julgar a ação sobre a disputa interna pelo comando do PROS é do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Gilmar Mendes é relator de uma reclamação apresentada pelo partido depois que o TSE devolveu a presidência da sigla ao fundador, Eurípedes Júnior, que estava afastado desde março. A decisão foi tomada inicialmente pelo ministro Ricardo Lewandowski e confirmada por maioria no plenário da Corte Eleitoral.

A gestão de Marcus Holanda, o ex-dirigente nacional do partido, acionou o STF alegando que há conflito de competência entre a Justiça Eleitoral e a Justiça comum.

Em sua decisão, Gilmar Mendes disse que a dissidência entre grupos que disputam o controle do PROS "se prolongou no tempo, adentrando o período eleitoral e adquirindo contornos aptos a gerar impacto no pleito que se aproxima".

"A Corte Eleitoral tem entendimento consolidado no sentido de que compete à justiça especializada dirimir controvérsias que, dentro do período de um ano anterior às eleições, possam impactar diretamente o pleito eleitoral", diz um trecho da decisão.

Veja também: 

Na volta da pandemia, falta de internet para alunos ainda é entrave, diz pesquisa

Depois de neve, SC tem previsão de -7ºc e pode registrar dia mais frio do ano

Últimas Notícias

Ver mais
Revisão da vida toda do INSS: julgamento de recurso no STF é marcado para 20 de março
Brasil

Revisão da vida toda do INSS: julgamento de recurso no STF é marcado para 20 de março

Há um dia

Descriminalização do porte de drogas para uso pessoal volta à pauta do STF; entenda a ação
Brasil

Descriminalização do porte de drogas para uso pessoal volta à pauta do STF; entenda a ação

Há um dia

STF retoma em 6 de março julgamento sobre porte de drogas para consumo pessoal
Brasil

STF retoma em 6 de março julgamento sobre porte de drogas para consumo pessoal

Há um dia

Alinhamento com Moraes e Gilmar e voto sobre 8/1: como foi a semana de estreia de Dino no STF
Brasil

Alinhamento com Moraes e Gilmar e voto sobre 8/1: como foi a semana de estreia de Dino no STF

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais