Estado de SP tem menor taxa de homicídio desde 1999

Segundo a secretaria, no Estado aconteceram 292 casos em maio, ante 350 no mesmo período do ano passado: redução de 16,57%

São Paulo - O Estado de São Paulo registrou em maio a menor taxa de homicídios desde 1999, quando a capital teve 52,58 assassinatos para cada 100 mil habitantes. Segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 25, pela Secretaria de Estado da Segurança Pública, o atual índice é de 9,52 casos para cada cem mil pessoas. Na capital, a taxa é um pouco maior: 9,69 - a menor registrada desde 2011 (9,01).

Segundo a secretaria, no Estado aconteceram 292 casos em maio, ante 350 no mesmo período do ano passado: redução de 16,57%. Entre janeiro e maio, foram 1.669 homicídios, o que representa redução de 10,46%, ante o mesmo período de 2014.

Na capital foram registrados 83 homicídios em maio, um a menos do que em maio de 2014. Um outro parâmetro para mostrar a situação atual dos assassinatos na cidade são os dados da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade). Desde 1980, com 18,5 casos por 100 mil habitantes, não há registro de taxa de homicídios menor do que a de maio para a capital.

O governo comemorou o fato de o crime estar abaixo da barreira de dez casos por 100 mil habitantes, usada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para definir quando uma doença é endêmica em uma população. "É o nível aceitável, mas óbvio que não é um número bom", disse Alexandre de Moraes, secretário da Segurança Pública. São Paulo foi o único Estado a fechar 2014 com taxa abaixo dessa barreira.

Ainda de acordo com Moraes, a taxa para o delito no Brasil é de 27 homicídios para 100 mil habitantes. Desconsiderando o índice de São Paulo, esse número subiria para 38 casos por 100 mil habitantes.

Outra estatística comemorada por Moraes e pelo Palácio dos Bandeirantes é que, desde 2013 o número de homicídios não ficava abaixo dos 400 casos na Grande São Paulo, exceto capital.

Ao todo, foram 397 registros no cinco primeiros meses deste ano, ante 482 no mesmo período do ano passado. A queda é da ordem de 17,63%, segundo a pasta.

Os dados referentes aos assassinatos em maio seguem a tendência dos meses anteriores em 2015. Em abril, a Secretaria da Segurança Pública havia registrado uma redução de 10,1% no Estado e de 13,8% na capital.

Outros crimes

Tanto na cidade de São Paulo quanto no restante do Estado houve redução nos crimes de roubo em geral, furto e roubo de carga. O mês de maio registrou, em todo o Estado, 25.293 casos de assalto. O número é 11,04% menor do que de maio de 2014, que fechou com 28.433 casos de roubo.

Nos furtos, houve uma diminuição de 8,43%, passando de 45.631 casos, em maio de 2014, para 41.783 em maio passado. Outra diminuição comemorada pelo secretário Moraes foi a redução na quantidade de roubo de automóvel. Em todo Estado, a queda foi de 28,5% e na capital houve uma diminuição de 31,64%.

Também houve diminuição no roubo de cargas, que recuaram 8,68% no Estado e registraram queda de 14,32% na capital. No entanto, quando são consideradas apenas as cidades da Grande São Paulo, houve uma elevação de 7,5%. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também