Brasil

Dirigentes de partidos discutem acordo sobre reforma política

Antonio Imbassahy (PSDB) almoçou com dirigentes partidários e o presidente do TSE, Gilmar Mendes, para discutir a pauta em questão

Imbassahy: o ministro desconversou sobre o interesse do governo na votação da reforma política e disse que o foco do Palácio do Planalto neste momento é outro (Gustavo Lima/Câmara dos Deputados/Reprodução)

Imbassahy: o ministro desconversou sobre o interesse do governo na votação da reforma política e disse que o foco do Palácio do Planalto neste momento é outro (Gustavo Lima/Câmara dos Deputados/Reprodução)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 11 de maio de 2017 às 15h30.

Brasília - O ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy (PSDB), deixou na tarde desta quinta-feira, 11, a residência oficial da Câmara do Deputados onde ocorre um almoço com dirigentes partidários e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes.

Segundo o ministro, o objetivo do encontro é fechar um texto sobre a reforma política onde haja acordo entre os partidos.

"A ideia é buscar convergência máxima", afirmou Imbassahy.

O ministro desconversou sobre o interesse do governo na votação da reforma política e disse que o foco do Palácio do Planalto neste momento é outro.

"Nossa preocupação é mais com a Previdência", disse.

Participam do encontro os presidentes de partidos Aécio Neves (PSBD), Romero Jucá (PMDB), Rui Falcão (PT), Agripino Maia (DEM), Gilberto Kassab (PSD), o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e o vice-presidente do Senado, Cassio Cunha Lima (PSDB-PB).

Representando a comissão especial de reforma política na Câmara estão os deputados Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) e o relator da proposta de reforma, o petista Vicente Candido (SP).

Acompanhe tudo sobre:Câmara dos DeputadosReforma políticaSenado

Mais de Brasil

Quero ser responsável pela vitória dele, diz Lula no lançamento da candidatura de Boulos em SP

Com esquerda em peso e até bolsonarista, PSD oficializa candidatura de Paes sem definir vice

Vamos colocar a periferia em primeiro lugar, diz Boulos ao oficializar candidatura ao lado de Lula

Fuad e Kassab apostam em discurso moderado e feitos da gestão para reeleição em prefeitura BH

Mais na Exame