Dilma se diz disposta a retomar relação com Paraguai

A presidente ligou na tarde desta segunda para Cartes, eleito no domingo, e conversou com ele durante cerca de 5 minutos

Brasília - A presidente Dilma Rousseff disse ao presidente eleito do Paraguai, Horacio Cartes, em conversa telefônica nesta segunda-feira, que está disposta a retomar as relações com o país e que lhe deseja um governo "bem-sucedido".

Dilma, segundo nota divulgada pelo Palácio do Planalto, "ressaltou a disposição para recompor as relações bilaterais e do Paraguai com o Mercosul".

A presidente ligou na tarde desta segunda para Cartes, eleito no domingo, e conversou com ele durante cerca de 5 minutos.

O Paraguai foi suspenso do Mercosul no ano passado após um rápido processo político que destituiu o ex-presidente Fernando Lugo, acusado de mau desempenho no cargo.

Argentina, Brasil e Uruguai, países que à época formavam o Mercosul, repudiaram a medida, retiraram seus chanceleres e suspenderam politicamente o país do bloco.

Cartes, do Partido Colorado, agradeceu o telefonema e disse estar pronto para trabalhar pela normalização das relações do Paraguai com o Brasil e com os países da região, informou a nota.

O presidente eleito também manifestou interesse em conhecer melhor a experiência brasileira de combate à fome e à pobreza.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.