CPI da Covid aprova convocação de Queiroga, Mandetta, Teich e Pazuello

Colegiado também aprovou pedidos de informações ao governo sobre ações relacionadas à pandemia.

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid aprovou nesta quinta-feira, 29, requerimentos para convocação dos ex-ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello, além do atual chefe da pasta, Marcelo Queiroga. O colegiado também aprovou pedidos de informações ao governo sobre ações relacionadas à pandemia.

Mandetta e Teich serão ouvidos na próxima terça-feira, 4. Na quarta, 5, será a vez de Pazuello e, no dia seguinte, quinta-feira, 6, participarão da comissão o ministro Queiroga e o presidente da Anvisa, Barra Torres. A data de convocação do ex-secretário de Comunicação Fábio Wajngarten será discutida na terça. Os demais nomes sugeridos pelos senadores ainda não foram votados.

Os senadores aprovaram também requerimentos sugeridos no plano inicial, apresentado pelo relator, Renan Calheiros (MDB-AL), na terça-feira, 27. Serão solicitados ao Ministério da Saúde todos os processos relativos à aquisição de vacinas e dados referentes à regulamentação feita pelo governo federal sobre ações de enfrentamento à pandemia, como isolamento social e quarentena.

A CPI também pedirá todos os registros de ações e documentos do governo federal relacionados a medicamentos sem eficácia comprovada e a tratamentos precoces. Outro requerimento aprovado prevê a solicitação de dados referentes às estratégias e campanhas de comunicação sobre a covid-19, com os devidos gastos orçamentários.

Os senadores aprovaram ainda pedidos para que o governo apresente todos os contratos que tenham resultado em repasses de verbas a estados e capitais. Em relação ao colapso de saúde pública em Manaus, a Secretaria de Saúde do estado deverá enviar à CPI todos os pedidos de ajuda e de envio de suprimentos hospitalares, em especial de oxigênio, com as respostas do governo federal.

Os órgãos terão cinco dias úteis para enviar as informações solicitadas. Os ex-ministros e ministros já aprovados não podem deixar de comparecer à CPI, por que foram aprovadas convocações, não convites, o que não abre margem para negativas.

 

Entenda como as decisões da Câmara e do Senado afetam seus investimentos.Assine a EXAME.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.