Brasil

Covid: Brasil bate 2º maior número de casos em 24h; média móvel é recorde

O total entre a segunda-feira e esta terça é quase o dobro do que o registrado uma semana atrás

 (Fabio Teixeira/Anadolu Agency/Getty Images)

(Fabio Teixeira/Anadolu Agency/Getty Images)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 18 de janeiro de 2022 às 19h42.

O Brasil registrou, entre a segunda-feira, 17, e esta terça-feira, 137.286 novos casos de covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados neste dia 18 de janeiro. O total só é menor do que o registrado em 18 de setembro de 2021, com 150.106 casos. À época o pico de casos foi um ajuste feito na compilação de dados após falhas no sistema, o que acumulou os dados para esse dia específico.

O total entre a segunda-feira e esta terça é quase o dobro do que o registrado uma semana atrás. Em 11 de janeiro foram 70.765 novos casos.

A média móvel de novos registros nos últimos sete dias atingiu 83.205 casos, a maior desde o início da pandemia, em fevereiro de 2020. A maior média móvel até então era de 77.328 casos, em 23 de junho de 2021.

O total de casos de covid-19 chega a 23.211.894 desde o início da pandemia, de acordo com o Conass.

yt thumbnail

Mortes

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal, apontou 351 óbitos causados pela covid-19 entre a segunda-feira e esta terça, 2,32 vezes superior ao total de uma semana atrás com 147 mortes.

A média móvel de sete dias foi a 183 óbitos, ante 154 na segunda-feira e 122 óbitos de média móvel em 11 de janeiro, uma semana atrás.

Com isso, o País acumula 621.517 vidas perdidas para a doença.

Acompanhe tudo sobre:CoronavírusPandemiaSaúde no Brasil

Mais de Brasil

Em SC, chuvas elevam rio que corta Blumenau em 6 metros e município entra em estado de alerta

Governo federal vai transferir recursos para reforma de escolas no RS

Após receber novas doses, SP vai retomar a vacinação contra dengue neste sábado

Boulos quer câmeras corporais em agentes da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo

Mais na Exame