Brasil

Cidade do Rio planeja aplicar terceira dose em idosos ainda este ano

Ideia está sendo avaliada pelo comitê científico da cidade do Rio de Janeiro

Dulcineia da Silva Lopes recebe vacina contra o coronavírus Sinovac (COVID-19) na estátua do Cristo Redentor no Rio de Janeiro, Brasil, em 18 de janeiro de 2021.  (Ricardo Moraes/Reuters)

Dulcineia da Silva Lopes recebe vacina contra o coronavírus Sinovac (COVID-19) na estátua do Cristo Redentor no Rio de Janeiro, Brasil, em 18 de janeiro de 2021. (Ricardo Moraes/Reuters)

AO

Agência O Globo

Publicado em 1 de julho de 2021 às 13h28.

Última atualização em 1 de julho de 2021 às 13h29.

Em entrevista à GloboNews na manhã desta quinta-feira, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, manifestou a intenção de oferecer uma dose de reforço da vacina contra a covid-19 no fim do ano. A Prefeitura do Rio também anunciou uma nova antecipação no calendário de vacinação da cidade; agora, pessoas entre 42 e 37 anos serão imunizadas até o dia 17, uma diferença de cerca de 20 dias em relação ao calendário oficial divulgado no último dia 18.

— Hoje você tem um volume muito grande de vacinas previstas para chegar até o fim do ano. Acho que são 600 milhões de doses no total. Então, existe a possibilidade de a gente, terminando essa primeira fase, retomar a vacinação para as pessoas mais idosa — afirmou.

Segundo Paes, a ideia está sendo estudada pelo comitê científico de enfrentamento à Covid-19 da cidade.

— Isso são tratativas que a gente tem que fazer com o Ministério da Saúde. Desde o início nós seguimos o Programa Nacional de Imunização. A gente entende que é importante que o SUS tem de ser respeitado. Mas assim desejo que a gente, ainda esse ano, se possível, propor uma nova rodada de vacinação para pessoas mais velhas — disse.

Acelerou

No Twitter, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, anunciou uma nova aceleração no calendário da vacinação contra a covid-19 da cidade nesta quinta-feira. Nas próximas duas semanas, o município vacina pessoas de 42 a 37 anos. Segundo o cronograma antigo, esse grupo teria encerrada a aplicação da primeira dose em 4 de agosto. Com a nova antecipação, ele será vacinado até o dia 17 de julho — uma diferença de 20 dias. Em entrevista à GloboNews, Paes falou que a nova meta da prefeitura é vacinar toda a população adulta do Rio até meados de agosto.

— A prefeitura do Rio tem capacidade para vacinar 80 mil pessoas por dia, estamos na metade disso. Havendo mais vacina a gente teria condições de acelerar muito mais. Mas de qualquer maneira já estamos muito adiantados, inclusive em relação ao segundo calendário que propusemos, em que todos vacinados até o dia 31 de agosto. Vamos adiantar cerca de 20 dias em relação ao último calendário — disse Paes ao antecipar o novo calendário em entrevista à GloboNews.

  • Quer saber tudo sobre o ritmo da vacinação contra a covid-19 no Brasil e no Mundo? Assine a EXAME e fique por dentro.
Acompanhe tudo sobre:CoronavírusEduardo PaesRio de Janeirovacina contra coronavírusVacinas

Mais de Brasil

Em SC, chuvas elevam rio que corta Blumenau em 6 metros e município entra em estado de alerta

Governo federal vai transferir recursos para reforma de escolas no RS

Após receber novas doses, SP vai retomar a vacinação contra dengue neste sábado

Boulos quer câmeras corporais em agentes da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo

Mais na Exame