Brasil

Chuvas no litoral de SP: políticos vão às redes prestar solidariedade às vítimas

O senador Humberto Costa (PT-PE) reforçou a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na região

Litoral Paulista: já chega a 36 o número de mortos pelos deslizamentos (//Reprodução)

Litoral Paulista: já chega a 36 o número de mortos pelos deslizamentos (//Reprodução)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 20 de fevereiro de 2023 às 11h31.

Lideranças e políticos foram às redes sociais nesta segunda-feira, 20, prestar solidariedade às vítimas das chuvas registradas no litoral norte de São Paulo.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), prestou solidariedade aos familiares das pessoas que morreram e às pessoas que ficaram sem moradia. "Meus sentimentos aos familiares dos mortos em decorrência de deslizamentos provocados pelas intensas chuvas que castigaram a cidade de São Sebastião, no litoral de São Paulo, na madrugada deste domingo", escreveu.

"Presto ainda minha solidariedade aos moradores que perderam suas moradias e tiveram diversos prejuízos materiais. Que a mobilização governamental seja a mais rápida possível para prestar o socorro devido aos atingidos no menor espaço de tempo" emendou Pacheco.

O senador Humberto Costa (PT-PE) reforçou a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na região. "O litoral de SP vive uma grande tragédia. As fortes chuvas que caíram na região provocaram estragos e deixaram 36 mortos. Mais de 500 pessoas estão desalojadas e desabrigadas. Hoje, @LulaOficial visita as áreas afetadas e vai anunciar uma série de ações para as localidades", publicou.

A ministra do Planejamento, Simone Tebet, prestou solidariedade, nesta madrugada, às vítimas das chuvas ocorridas no litoral norte do Estado de São Paulo. Tebet afirmou que está em Guarujá e acompanhará a visita da comitiva oficial da Presidência à região.

O deputado federal e presidente do Republicanos, Marcos Pereira, colocou seu gabinete à disposição das autoridades. "Minha solidariedade às famílias do Litoral Norte de São Paulo que foram castigadas pelas fortes chuvas. Em um momento difícil como esse, devemos ter empatia e trabalharmos juntos. Meu gabinete está à disposição das autoridades responsáveis pelo socorro aos municípios", disse.

O ex-governador do Estado João Doria (PSDB) disse conhecer de perto o drama das famílias. "Momentos dramáticos em SP com mortes e desabrigados pelas chuvas. Especialmente no Litoral Norte. Fui governador e sei de perto o que é o drama de perder vidas, casa e os efeitos da tragédia. Minha solidariedade aos atingidos e familiares. E meus sentimentos pelos que se foram", escreveu.

Como mostrou o Estadão/Broadcast, ao menos 36 pessoas morreram vítimas das fortes chuvas que atingiram o litoral entre a noite de sábado, 18, e a madrugada de domingo. Somente em São Sebastião são 35 mortes. Foram registrados até a publicação desta matéria mais de 970 desalojados e 747 desabrigados.

Acompanhe tudo sobre:Estado de São PauloLuiz Inácio Lula da SilvaRedes sociaisSantos (SP)

Mais de Brasil

Governo de SP entrega 107 obras de infraestrutura turística no 1º semestre e bate recorde

Brasil precisa superar déficit de cidadania, afirma presidente da Politize!

Aos 78 anos, morre o ex-governador do Acre Romildo Magalhães

Morre o jornalista Sérgio Cabral, pai, aos 87 anos

Mais na Exame