• AALR3 R$ 19,65 -0.76
  • AAPL34 R$ 74,93 2.50
  • ABCB4 R$ 16,32 0.68
  • ABEV3 R$ 14,56 0.55
  • AERI3 R$ 3,82 -0.78
  • AESB3 R$ 10,68 -1.02
  • AGRO3 R$ 31,99 1.56
  • ALPA4 R$ 22,40 1.45
  • ALSO3 R$ 19,54 -0.15
  • ALUP11 R$ 26,33 0.96
  • AMAR3 R$ 2,24 3.70
  • AMBP3 R$ 29,56 3.97
  • AMER3 R$ 23,62 4.19
  • AMZO34 R$ 72,16 3.38
  • ANIM3 R$ 5,40 8.00
  • ARZZ3 R$ 82,87 3.12
  • ASAI3 R$ 15,54 1.97
  • AZUL4 R$ 20,46 9.47
  • B3SA3 R$ 11,61 -2.44
  • BBAS3 R$ 35,06 -0.28
Abra sua conta no BTG

Campanha eleitoral pode ter ajudado a elevar casos de covid-19, diz Medina

Coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo afirmou que possivelmente os casos aumentaram devido à campanha eleitoral
SP: na segunda-feira o governo estadual anunciou um aumento de 18% nas internações por Covid-19 (Exame/Germano Lüders)
SP: na segunda-feira o governo estadual anunciou um aumento de 18% nas internações por Covid-19 (Exame/Germano Lüders)
Por ReutersPublicado em 19/11/2020 15:11 | Última atualização em 19/11/2020 15:30Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A campanha para as eleições municipais, cujo primeiro turno foi realizado no domingo e o segundo turno está marcado para 29 de novembro, pode ter contribuído para o aumento no número de casos de covid-19, disse nesta quinta-feira o coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus do Estado de São Paulo, José Medina.

"Talvez a campanha eleitoral, que envolveu mais de 500.000 candidatos no Brasil todinho, tenha contribuído para esse aumento no número de casos que acontece no estado de São Paulo e que está acontecendo em todos os estados brasileiros de maneira concomitante", disse Medina em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Medina, que é médico nefrologista e professor na Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), também fez um apelo para que a população evite aglomerações e use máscara, até mesmo dentro de casa, quando morarem com pessoas que precisam circular.

"Aqui no Brasil possivelmente um fator que fez com que o número de casos aumentasse de maneira mais ou menos uniforme no país todo foi a campanha eleitoral", acrescentou. "É uma movimentação muito grande, as pessoas são visitadas para que seja conquistado seu voto."

Na segunda-feira o governo estadual anunciou um aumento de 18% nas internações por covid-19 e, nesta quinta, proibiu a desmobilização de leitos voltados para a doença nas redes pública e privada, assim como novos agendamentos de cirurgias eletivas.