• AALR3 R$ 20,08 -0.45
  • AAPL34 R$ 68,29 1.38
  • ABCB4 R$ 16,69 1.03
  • ABEV3 R$ 14,21 1.21
  • AERI3 R$ 3,78 5.88
  • AESB3 R$ 10,89 0.46
  • AGRO3 R$ 31,62 1.41
  • ALPA4 R$ 22,20 4.27
  • ALSO3 R$ 18,90 -0.53
  • ALUP11 R$ 26,57 -1.85
  • AMAR3 R$ 2,60 2.36
  • AMBP3 R$ 32,53 4.63
  • AMER3 R$ 21,61 -1.28
  • AMZO34 R$ 3,40 4.17
  • ANIM3 R$ 5,61 2.56
  • ARZZ3 R$ 81,36 2.39
  • ASAI3 R$ 16,19 2.99
  • AZUL4 R$ 21,05 4.88
  • B3SA3 R$ 12,38 3.95
  • BBAS3 R$ 37,64 0.19
  • AALR3 R$ 20,08 -0.45
  • AAPL34 R$ 68,29 1.38
  • ABCB4 R$ 16,69 1.03
  • ABEV3 R$ 14,21 1.21
  • AERI3 R$ 3,78 5.88
  • AESB3 R$ 10,89 0.46
  • AGRO3 R$ 31,62 1.41
  • ALPA4 R$ 22,20 4.27
  • ALSO3 R$ 18,90 -0.53
  • ALUP11 R$ 26,57 -1.85
  • AMAR3 R$ 2,60 2.36
  • AMBP3 R$ 32,53 4.63
  • AMER3 R$ 21,61 -1.28
  • AMZO34 R$ 3,40 4.17
  • ANIM3 R$ 5,61 2.56
  • ARZZ3 R$ 81,36 2.39
  • ASAI3 R$ 16,19 2.99
  • AZUL4 R$ 21,05 4.88
  • B3SA3 R$ 12,38 3.95
  • BBAS3 R$ 37,64 0.19
Abra sua conta no BTG

Câmara inclui quarentena para juízes e militares no Código Eleitoral

A quarentena, que tem gerado grande controvérsia, havia sido retirada do texto-base da matéria na última semana
Código Eleitoral: a iniciativa foi questionada por deputados favoráveis às candidaturas de membros das categorias em questão, e apontou-se possível conduta antiregimental da Mesa (Reuters/Ueslei Marcelino)
Código Eleitoral: a iniciativa foi questionada por deputados favoráveis às candidaturas de membros das categorias em questão, e apontou-se possível conduta antiregimental da Mesa (Reuters/Ueslei Marcelino)
Por ReutersPublicado em 15/09/2021 21:48 | Última atualização em 15/09/2021 21:48Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira uma emenda que recoloca no Código Eleitoral a exigência de uma quarentena a policiais, integrantes das Forças Armadas, juízes e promotores que quiserem se candidatar a cargos públicos.

A quarentena, que tem gerado grande controvérsia, havia sido retirada do texto-base da matéria na última semana. Agora, retornou à discussão e ao texto do projeto na forma de uma emenda aglutinativa, que reúne uma série de mudanças.

A medida foi aprovada com 273 votos a favor e 211 contra, e 3 abstenções.

A iniciativa foi questionada por deputados favoráveis às candidaturas de membros das categorias em questão, e apontou-se possível conduta antiregimental da Mesa ao retomar um tema já rejeitado pelo plenário da Casa.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), considerou que o texto da emenda não coincide com o conteúdo já derrubado na votação anterior. Lembrou, ainda, que a votação do projeto não foi concluída por inteiro. Por isso, considerou a apresentação da proposição admissível.

A emenda aglutinativa determina, por exemplo, que membros do Ministério Público, magistrados, integrantes das guardas municipais, das Polícias Federal, Rodoviária Federal e Ferroviária Federal, além dos militares, afastem-se de seus cargos e funções até 4 anos anteriores ao pleito.

O projeto do Código Eleitoral reúne em um só texto toda a legislação e regras eleitorais do país e conta com quase 900 artigos.

O projeto aborda desde os princípios fundamentais do direito eleitoral e regras relacionadas a partidos políticos, filiação e fidelidade partidárias à administração e organização das eleições, a estrutura da Justiça Eleitoral e temas relacionados aos eleitores.

  • Entenda como as decisões do Planalto, da Câmara e do Senado afetam seus investimentos.Assine a EXAME.