Brasil

Caixa abrirá agências nas comunidades do Vidigal e da Rocinha

Banco confirmou que vai abrir uma unidade em cada uma das duas favelas do Rio de Janeiro

A Rocinha já tem atualmente uma agência da Caixa, mas vai ganhar outra (Divulgação/Governo do Estado Rio de Janeiro/Marino Azevedo)

A Rocinha já tem atualmente uma agência da Caixa, mas vai ganhar outra (Divulgação/Governo do Estado Rio de Janeiro/Marino Azevedo)

DR

Da Redação

Publicado em 14 de novembro de 2011 às 16h42.

Brasília – No dia seguinte à ocupação Favela da Rocinha pela polícia, a Caixa Econômica Federal anunciou a abertura de uma agência na comunidade. A Caixa também inaugurará uma unidade no Vidigal.

De acordo com a instituição, os moradores terão direito à abertura de conta simplificada. Eles também contarão com serviços sociais, como o pagamento do PIS, do abono salarial, dos benefícios do Bolsa Família, do seguro desemprego, do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e das contribuições para a Previdência Social. Também será possível obter CPF e o Cartão do Cidadão.

Em comunicado, a Caixa informou que as inaugurações têm como objetivo ampliar o acesso das comunidades de baixa renda ao sistema bancário e buscar oportunidades de produtos e serviços. O banco possui outra agência na Rocinha, aberta em 1998.

A data de inauguração das unidades da Rocinha e do Vidigal ainda não está definida. Até lá, a Caixa fará o atendimento das comunidades por meio de uma agência itinerante, que terá o suporte das forças de segurança do Rio de Janeiro.

No ano passado, a Caixa abriu uma rede de atendimento na comunidade do Alemão logo após a pacificação do local. A estrutura inclui uma agência bancária, três postos de autoatendimento e uma casa lotérica, na Favela da Grota. Segundo o comunicado, a instituição fornece linhas especiais de crédito a pelo menos oito comunidades pacificadas no Rio de Janeiro.

Acompanhe tudo sobre:BancosCaixacidades-brasileirasEmpresasFavelasMetrópoles globaisRio de JaneiroRocinha

Mais de Brasil

Governo cria sistema de emissão de carteira nacional da pessoa com TEA

Governo de SP usará drones para estimar número de morte de peixes após contaminação de rios

8/1: Dobra número de investigados por atos golpistas que pediram refúgio na Argentina, estima PF

PEC que anistia partidos só deve ser votada em agosto no Senado

Mais na Exame