Brasil convidado para abertura da conferência de paz à Síria

A conferência, conhecida como Genebra 2, será realizada a partir de 22 de janeiro na Suíça

Genebra - Cerca de 30 países receberão convites para participar da jornada inaugural da conferência de paz para a Síria, entre eles o Brasil, disse nesta sexta-feira o mediador internacional Lakhdar Brahimi.

A conferência, conhecida como Genebra 2, será realizada a partir de 22 de janeiro na Suíça.

"Sobre o Irã, ainda não temos um acordo. Não é segredo para ninguém que a ONU lhe dá as boas-vindas, mas os Estados Unidos não estão convencidos de que sua participação seja uma boa decisão, portanto seguiremos conversando sobre isso", declarou Brahimi ao fim da quinta reunião preparatória de Genebra 2, com enviados de Washington e Moscou.

No entanto, Brahimi ressaltou que o Irã não ficou definitivamente fora do processo, mas que se não se consegue mudar a posição dos EUA, confia em que Teerã colabore com ele, como prometeu que fará.

No total, 30 países receberão convites para participar da jornada inaugural do processo negociador com o qual se procura pôr alto à guerra civil na Síria.

Além disso, confirmou a participação da Arábia Saudita e do Catar, cuja presença era considerada polêmica por seu apoio - mediante financiamento e a envio de armamento - às forças opositoras que se insurgiram contra o regime de Bashar al Assad.

Os ministros das Relações Exteriores dos países-membros do Conselho de Segurança da ONU (Estados Unidos, Rússia, China, França e Reino Unido) estarão na primeira fila do primeiro dia de Genebra 2, que será presidida pelo secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon.

Representando a região árabe, estarão o primeiro dia de Genebra 2: Argélia, Egito, Iraque, Jordânia, Kuwait, Líbano, Marrocos, Omã, Emirados Árabes Unidos, além disso da Turquia.

Além da chefe da diplomacia da União Europeia, Catherine Ashton, participarão pela região Dinamarca, Alemanha, Itália, Noruega, Suécia e Suíça.

Outros países que foi acordado convidar são Canadá, Índia, Indonésia, Japão e África do Sul, de acordo com uma lista lida por Brahimi em sua coletiva de imprensa.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.