Brasil

Bolsonaro ataca blocos de Carnaval em post obsceno; internautas reagem

Conteúdo considerado escatológico e pornográfico foi postado no Twitter do presidente na noite desta terça-feira e causou reações dos usuários

Bolsonaro: muitos internautas pediram que a postagem fosse denunciada como imprópria ou ofensiva (Jair Bolsonaro/Reprodução)

Bolsonaro: muitos internautas pediram que a postagem fosse denunciada como imprópria ou ofensiva (Jair Bolsonaro/Reprodução)

CC

Clara Cerioni

Publicado em 6 de março de 2019 às 10h11.

Última atualização em 6 de março de 2019 às 10h36.

São Paulo — O presidente Jair Bolsonaro publicou na noite desta terça-feira (5) um vídeo com conteúdo escatológico e pornográfico em sua conta no Twitter, envolvendo as festividades de Carnaval.

A gravação, feita durante um bloco de rua de São Paulo, mostra um homem dançando sobre um ponto de táxi após introduzir o dedo no próprio ânus. Na sequência, surge outro rapaz que urina na cabeça do que dançava.

Na publicação, o presidente escreveu que não se sente "confortável em mostrar", mas diz que tem "que expor a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades. É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro. Comentem e tirem suas conslusões [conclusões]".

https://twitter.com/jairbolsonaro/status/1103069837876711425

A repercussão inicial do conteúdo foi negativa. Muitos internautas pediram que a postagem fosse denunciada como imprópria ou ofensiva. Depois do post do vídeo, Bolsonaro compartilhou cinco outros tuítes com conteúdos neutros.

Nem o Twitter nem o presidente excluíram a postagem, mas foi colocado um aviso de que a mídia "pode conter material sensível".

Além de terem considerado a publicação imprópria, usuários ainda afirmam que o Carnaval é uma das festas mais tradicionais do Brasil, com riqueza de cultura e de tradições. Para eles, o caso foi isolado e não deveria ter sido compartilhado pelo presidente.

Repercussão

Na manhã desta quarta-feira (6), a polarização tomou conta do Twitter. Na rede social, três trending topics (assuntos do momento) se referem ao tema: “#ImpeachmentBolsonaro”," #BolsonaroTemRazão" e "#goldenshowerpresident".

Em relação ao pedido de impeachment, os usuários citam a lei 1.070 (lei do impeachment) da Constituição Federal. O argumento principal é de que o presidente cometeu um crime contra a probidade na administração por “proceder de modo incompatível com a dignidade, a honra e o decoro do cargo”,  item no qual esse tuíte com o vídeo obsceno se encaixaria.

Com a repercussão negativa da postagem, apoiadores do presidente subiram a hashtag #BolsonaroTemRazão, afirmando que o presidente "apesar quis mostrar a realidade do país".

Já a hastag #goldenshowerpresident tem diversas postagens estrangeiras, algumas de jornalistas correspondentes no Brasil. Golden shower é um termo usado quando um parceiro urina no outro. 

O próprio presidente Bolsonaro, nesta manhã, publicou mais um tuíte sobre o assunto, perguntando o que é a prática.

https://twitter.com/jairbolsonaro/status/1103270588850806787

Acompanhe tudo sobre:CarnavalJair Bolsonarosao-pauloTwitter

Mais de Brasil

Governo cria sistema de emissão de carteira nacional da pessoa com TEA

Governo de SP usará drones para estimar número de morte de peixes após contaminação de rios

8/1: Dobra número de investigados por atos golpistas que pediram refúgio na Argentina, estima PF

PEC que anistia partidos só deve ser votada em agosto no Senado

Mais na Exame