Até agora, 267 estrangeiros foram barrados de entrar no país

Os barrados são de diversas nacionalidades e constam em listas expedidas pelos países que participaram do Mundial

Brasília - Da abertura da Copa do Mundo, no dia 12 de junho, até hoje (9), a Polícia Federal impediu a entrada no Brasil de 267 estrangeiros. Os motivos vão desde o envolvimento com pedofilia a histórico de violência em estádios.

Os barrados são de diversas nacionalidades e constam em listas expedidas pelos países que participaram do Mundial.

A Argentina, por exemplo, repassou às autoridades brasileiras mais de 2 mil nomes de barrabravas, torcedores impedidos de frequentar estádios naquele país por envolvimento em ações violentas durante jogos de futebol.

Até o momento, do total de estrangeiros barrados, 44 foram identificados como barrabravas. Apenas nesta semana, três tiveram o ingresso no Brasil proibido. Eles tentavam entrar o país pela fronteira do Rio Grande do Sul.

Além dos torcedores argentinos, um norte-americano foi impedido de entrar no país por ter o nome incluido em uma lista de envolvidos com pedofilia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também