53% reduzem consumo de água e ganham bônus, diz Sabesp

Os consumidores diminuíram em 20% ou mais o gasto e conquistaram o desconto

São Paulo - O porcentual de moradores que conseguiram ganhar o bônus na conta de água para quem reduz o consumo aumentou, segundo informou nesta segunda-feira, 08, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

Segundo a empresa, em novembro, primeiro mês em que estão em vigor as novas faixas do benefício, 53% dos consumidores diminuíram em 20% ou mais o gasto e conquistaram o desconto. Em outubro, esse porcentual tinha sido de 50% e, em setembro, de 49%.

Conforme a Sabesp, o mês de novembro registrou também pequena queda no índice de clientes que subiram o consumo. No mês passado, 24% dos consumidores elevaram seus gastos de água; em setembro e outubro haviam sido 25%.

Já a fatia daqueles que reduziram o consumo, mas não conseguiram atingir o bônus foi de 23% em novembro, ante 25% em outubro e 26% em setembro.

"O resultado da adesão dos moradores foi uma economia de 4.100 litros de água por segundo. É um volume suficiente para abastecer cerca de 1,2 milhão de pessoas - a população somada de Diadema e São Bernardo do Campo", informa a empresa. Em outubro essa economia fora de 3.600 litros por segundo.

A Sabesp lembra que o bônus dá desconto de 30% na conta de água para quem reduz seu consumo em 20% ou mais, sempre em relação à média de fevereiro de 2013 a janeiro de 2014.

O benefício vale para as cidades atendidas pela Sabesp na Bacia do Alto Tietê: São Paulo, Arujá, Barueri, Biritiba-Mirim, Caieiras, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Diadema, Embu das Artes, Embu-Guaçu, Ferraz de Vasconcelos, Francisco Morato, Franco da Rocha, Itapecerica da Serra, Itapevi, Itaquaquecetuba, Jandira, Mairiporã, Mogi das Cruzes (bairros da divisa), Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Poá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Salesópolis, Santana de Parnaíba, São Bernardo do Campo, Suzano, Taboão da Serra e Vargem Grande Paulista.

Em novembro começou a valer a nova forma de bônus, que amplia o benefício para aqueles que economizarem a partir de 10%. A medida tem o objetivo de incentivar a população a evitar o desperdício e contribuir para a garantia do abastecimento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também