• AALR3 R$ 20,02 -0.25
  • AAPL34 R$ 70,53 3.08
  • ABCB4 R$ 16,76 0.60
  • ABEV3 R$ 14,15 -0.42
  • AERI3 R$ 3,78 0.00
  • AESB3 R$ 10,86 -0.55
  • AGRO3 R$ 31,60 0.51
  • ALPA4 R$ 22,23 0.27
  • ALSO3 R$ 19,48 3.34
  • ALUP11 R$ 26,28 -0.83
  • AMAR3 R$ 2,56 -1.16
  • AMBP3 R$ 32,35 0.00
  • AMER3 R$ 21,33 -0.79
  • AMZO34 R$ 3,49 3.25
  • ANIM3 R$ 5,54 -0.18
  • ARZZ3 R$ 81,95 0.84
  • ASAI3 R$ 15,95 -0.87
  • AZUL4 R$ 21,00 0.24
  • B3SA3 R$ 12,63 1.77
  • BBAS3 R$ 36,97 -1.31
  • AALR3 R$ 20,02 -0.25
  • AAPL34 R$ 70,53 3.08
  • ABCB4 R$ 16,76 0.60
  • ABEV3 R$ 14,15 -0.42
  • AERI3 R$ 3,78 0.00
  • AESB3 R$ 10,86 -0.55
  • AGRO3 R$ 31,60 0.51
  • ALPA4 R$ 22,23 0.27
  • ALSO3 R$ 19,48 3.34
  • ALUP11 R$ 26,28 -0.83
  • AMAR3 R$ 2,56 -1.16
  • AMBP3 R$ 32,35 0.00
  • AMER3 R$ 21,33 -0.79
  • AMZO34 R$ 3,49 3.25
  • ANIM3 R$ 5,54 -0.18
  • ARZZ3 R$ 81,95 0.84
  • ASAI3 R$ 15,95 -0.87
  • AZUL4 R$ 21,00 0.24
  • B3SA3 R$ 12,63 1.77
  • BBAS3 R$ 36,97 -1.31
Abra sua conta no BTG

Variante rara de bactéria provoca recall de 60 toneladas de carne nos EUA

Contaminação foi descoberta em carnes nobres (e importadas) armazenadas em Nova Jersey, segundo o FDA
EUA faz recall de carne nobre contaminada por variante rara de bactéria (Getty Images/Getty Images)
EUA faz recall de carne nobre contaminada por variante rara de bactéria (Getty Images/Getty Images)
Por Carla AranhaPublicado em 28/04/2022 15:18 | Última atualização em 29/04/2022 10:28Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Uma inspeção realizada pela Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) em um frigorífico de Nova Jersey, nos Estados Unidos, detectou a presença de uma variante rara da bactéria E.coli em mais de 60 toneladas de carne. O governo americano solicitou o recall do produto nesta semana. De acordo com o FDA, a variante 0103 pode provocar diarreia, não raro com sangramento, e vômitos. Não há relatos de agravamentos agudos do quadro, embora a hospitalização possa ser necessária.

“O problema foi descoberto durante testes de rotina de produtos importados”, informou o FDA em comunicado. “Não houve relatos de doença ou reações adversas depois do consumo desses produtos”.

A carne infectada foi produzida entre os dias 1º de fevereiro e 8 de abril, segundo as autoridades americanas. Boa parte dos cortes contaminados, de carnes nobres, foi exportada pela Austrália, segundo o FDA.

Em 2020, o governo americano anunciou um recall de 19,5 toneladas de carne moída com possível contaminação da bactéria E.coli. Na ocasião, o recall estabelecido foi de nível 1, o mais alto da escala, pelo potencial de risco à saúde com probabilidade “razoável de que o produto cause sérias consequências à saúde ou morte”, segundo o Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

LEIA MAIS:

 

Notícias exclusivas de agro e o que movimenta o mercado

Você já conhece a newsletter semanal EXAME Agro? Você assina e recebe na sua caixa de entrada as principais notícias sobre o agronegócio, assim como reportagens especiais sobre os desafios do setor e histórias dos empreendedores que fazem a diferença no campo.

Toda sexta-feira, você também tem acesso a notícias exclusivas, o que move o mercado e artigos de especialistas.