TSE eleva contrato com Diebold para 312,5 mil urnas eletrônicas

Receita da venda das urnas adicionais é projetada entre 70 milhões e 75 milhões de dólares

Bangalore - A Diebold anunciou nesta terça-feira que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aumentou o contrato de urnas eletrônicas de votação com sua unidade brasileira, Procomp.
 
O aumento do contrato eleva o volume de urnas que o TSE poderá comprar de 250 mil para 312,5 mil.

A companhia informou que o TSE encomendou um volume adicional de 117,5 mil terminais de votação à Procomp.

A receita da venda das urnas adicionais é projetada entre 70 milhões e 75 milhões de dólares.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também