Startup lança serviço de telemedicina para todo o país

Companhia de tecnologia desenvolve Prontuário Eletrônico Digital focado em atendimento primário

Para respeitar a quarentena, a grande maioria dos serviços está adotando formas remotas para continuarem ativos. E a medicina, ainda que possua bastante demanda presencial nesse período, também está tendo seus serviços remotos mais procurados. A Cuidas, startup de saúde e tecnologia, desenvolveu uma versão digital de seus serviços, para que seja possível atender a todos durante o isolamento social devido ao coronavírus.

Denominada Cuidas Digital, a plataforma é focada em oferecer serviços de atenção primária para pacientes das empresas parcerias. A startup, por meio do novo aplicativo, conecta funcionários das companhias parceiras com médicos cadastrados no sistema da Cuidas. Por meio do Prontuário Eletrônico Digital, a consulta é feita, de forma completa, por telemedicina, e a companhia garante que o paciente possa ter acesso sempre ao mesmo médico, para que seja possível criar um vínculo de confiança.

Matheus Silva, CEO da Cuidas, disse,  em entrevista para a EXAME, que a intenção do projeto foi fazer com que os funcionários das empresas que utilizam seus serviços continuem tendo acesso a tratamento médico, mesmo que de forma remota. O foco da Cuidas são pequenas e médias empresas, como a rede de padarias Benjamin, a companhia Easy Carros e a construtora de imóveis Cyrela Brazil Realty.

O aplicativo, que tem a mensalidade de 35 reais paga pelas companhias, está disponível para computadores e para dispositivos móveis. Tanto o agendamento quanto a consulta são inteiramente feitos pelo aplicativo; mas, de acordo com Silva, os exames e outras informações relacionadas ao paciente podem ser enviadas por outro meio, visto que a integração dos exames ainda não foi realizada.

O aplicativo conta com 3 frentes: uma para o usuário acessar suas consultas, outra para que os profissionais de Recursos Humanos de cada companhia possam acessar as consultas dos funcionários e outra para que o time de saúde da Cuidas organize sua agenda. Segundo Silva, o projeto já está sendo desenvolvido a algum tempo, mas foi alavancado para poder auxiliar os funcionários durante a pandemia.

Silva acrescentou que, diferentemente da Cuidas presencial, o serviço Cuidas Digital está presente e disponível para todo o país – e não apenas para a cidade de São Paulo. A intenção é que, quando a situação normalizar, as consultas presenciais voltem a ser o foco, mas o serviço remoto ainda existirá por um preço de 35 reais mensais – valor que cobre todas as consultas, independente do número realizado.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.