Sony registra patente para peruca inteligente

A empresa registrou há alguns dias uma patente para uma peruca inteligente.
 (Reprodução)
(Reprodução)
M
Monica CampiPublicado em 27/11/2013 às 13:41.

A onda de computadores vestíveis cresce a cada dia, principalmente com lançamentos de relógios e óculos inteligentes. Mas a Sony parece querer sair do lugar comum. A empresa registrou há alguns dias uma patente para uma peruca inteligente.

A “SmartWig” traria sensores ultrassom, uma câmera e marcadores laser. O dispositivo não substituiria os cabelos, como ocorre com perucas tradicionais, mas poderia ser vestido e utilizado como um computador móvel. 

A patente descreve o dispositivo como “partes de cabelo que esconderiam os sensores e dispositivos de comunicação”. O cabelo artificial poderia ser feito em lã, crina de cavalo, fibras sintéticas ou mesmo cabelo natural. 

Segundo a Sony, a SmartWig poderia ser utilizada por cegos, por exemplo. O dispositivo vibraria ao fornecer direções enquanto a pessoa anda, emitindo sinais vibratórios do lado direito ou esquerdo da cabeça. 

Outras funções utilizariam o sensor ultrassom, a câmera e o marcador laser para detectar objetos próximos, assim como faz o sonar de um submarino. Poderia também ser utilizada para monitorar a saúde do usuário por meio dos sensores que detectariam seus sinais vitais como batimentos cardíacos e pressão sanguínea. 

A Sony também acredita que a SmartWig tem potencial para se tornar bastante popular, ao também ser utilizada como um item inteligente para moda. “O usuário poderia instantaneamente mudar sua aparência ao modificar o tipo, formato e cor da peruca”, diz o texto da patente. 

No entanto, a peruca inteligente ainda se encontra como um conceito e a Sony ainda não tem planos concretos para iniciar uma produção em massa da SmartWig.