Tecnologia

Portugal Telecom quer mais ações da Vivo

LISBOA (Reuters) - A Portugal Telecom (PT) reiterou hoje que seria compradora de qualquer participação na operadora celular Vivo, se estivesse à venda. "Não só não somos vendedores da nossa participação na Vivo como, de preferência, seríamos compradores de qualquer participação que viesse a ser colocada à venda", disse o CEO da Portugal Telecom, Zeinal […]

Roberto Lima, presidente da Vivo: setor de telecomunicações está vivendo um momento de consolidação (.)

Roberto Lima, presidente da Vivo: setor de telecomunicações está vivendo um momento de consolidação (.)

DR

Da Redação

Publicado em 4 de março de 2010 às 15h58.

LISBOA (Reuters) - A Portugal Telecom (PT) reiterou hoje que seria compradora de qualquer participação na operadora celular Vivo, se estivesse à venda.

"Não só não somos vendedores da nossa participação na Vivo como, de preferência, seríamos compradores de qualquer participação que viesse a ser colocada à venda", disse o CEO da Portugal Telecom, Zeinal Bava, durante conferência para comentar os resultados do grupo português em 2009.

Ele reiterou, contudo, que a relação com a Telefônica - com quem partilha, em partes iguais, a Vivo - continua a ser "muito construtiva".

Analistas acreditam que uma possível fusão de Telefônica e Telecom Italia obrigaria a empresa espanhola a alienar a sua participação de 50% no capital votante da Vivo, já que a Telecom Italia é dona de outra operadora móvel no Brasil, a TIM Participações.

No início de fevereiro, o jornal português Diário Econômico publicou reportagem afirmando que um acionista de peso da Telecom Italia pediu à empresa para buscar uma união com a Telefónica.

"O setor de telecomunicações está vivendo um momento de consolidação", disse Marco Fossati ao jornal, na ocasião. "É uma oportunidade única para Telecom Italia e Telefónica", acrescentou.

Fossati tem uma participação de cerca de 5% na Telecom Italia.

 

Acompanhe tudo sobre:3GAçõesEmpresasFusões e AquisiçõesOperadoras de celularServiçosTelecomunicaçõesVivo

Mais de Tecnologia

Apenas 20% dos CFOs estão satisfeitos com os resultados dos investimentos em tecnologia

Meta negocia comprar 5% da EssilorLuxottica, dona da Ray-Ban que comprou a Supreme, diz WSJ

Meta abre dados do Instagram para estudo do impacto na saúde mental de adolescentes

O que é o Prime Day? Nos EUA, ele deve movimentar US$ 14 bilhões

Mais na Exame