Tecnologia

Pessimistas vivem mais e têm saúde melhor, diz estudo

Segundo pesquisador, o fato de ser mais pessimista sobre o futuro leva as pessoas a cuidarem mais de sua saúde e a serem mais prudentes


	Homem caminha em meio à chuva: quando mais idade a pessoa tem, mais pessimista ela é, afirmam os autores do estudo
 (Philippe Lopez/AFP)

Homem caminha em meio à chuva: quando mais idade a pessoa tem, mais pessimista ela é, afirmam os autores do estudo (Philippe Lopez/AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 28 de fevereiro de 2013 às 12h50.

Berlim - As pessoas mais pessimistas sobre suas perspectivas de felicidade futura vivem mais tempo e em melhor estado de saúde que aquelas que são otimistas, segundo um estudo alemão publicado nesta quinta-feira.

"As pessoas mais velhas que esperam um nível de satisfação limitado sobre sua futura situação pessoal vivem mais tempo e em melhor estado de saúde que as que imaginam um futuro cor-de-rosa", segundo o instituto econômico alemão IDW, que cita um estudo universitário em um comunicado.

Os pesquisadores da Universidade Friedrich-Alexander de Nuremberg (sul) se basearam em dados do painel sócio-econômico alemão, um amplo estudo multidisciplinar que incluiu 30.000 pessoas desde 1984.

"É provável que o fato de ser mais pessimista sobre seu futuro incite as pessoas mais velhas a cuidarem mais de sua saúde e a se mostrarem mais prudentes", sugere Frieder Lang, diretor do instituto de psicologia gerontológica da Universidade de Nuremberg, citado no comunicado.

Entre as pessoas pesquisadas, as mais jovens são as que se mostram mais otimistas sobre sua situação cinco anos mais tarde, e as mais velhas, por sua vez, são as mais realistas.

Quando mais idade a pessoa tem, mais pessimista ela é, afirmam os autores do estudo. Paradoxalmente, quanto maior for a renda e melhor a saúde, também se é mais pessimista porque o potencial de melhora é escasso, segundo Lang.

Acompanhe tudo sobre:ComportamentoDoençasSaúde

Mais de Tecnologia

Uber apresenta instabilidade no app nesta sexta-feira

Zuckerberg diz que reação de Trump após ser baleado foi uma das cenas mais incríveis que já viu

Companhias aéreas retomam operações após apagão cibernético

O que faz a CrowdStrike, empresa por trás do apagão cibernético

Mais na Exame