Oi ganha acessos pós, mas perde clientes pré-pagos em SP

A Oi planeja investimentos de R$ 480 milhões para 2012 em São Paulo para a implantação e expansão da rede móvel para além das atuais 3.265 antenas instaladas

São Paulo - A nova estratégia da Oi em focar no usuário pós-pago está rendendo crescimento na base desse segmento no estado de São Paulo, mas a operadora vem perdendo clientes no pré-pago na mesma intensidade. Segundo dados divulgados pela companhia nesta segunda-feira, 3, houve um aumento de 32% na base de clientes pós no período de janeiro a julho deste ano, ou 400 mil novos usuários. Isso significou um crescimento de 1,8 ponto percentual no market share, totalizando 9,8% de participação no mercado paulista.

No entanto, segundo dados da Anatel, a operadora perdeu 332 mil clientes na modalidade pré-pago e ganhou 353 mil em pós, o que representou um total praticamente estagnado durante os sete meses em São Paulo, com acréscimo de apenas 22 mil novos usuários e totalizando 8,654 milhões. Com isso, a participação de mercado no total caiu 0,61 ponto, chegando ao nível atual de 13,6% de market share.

A Oi planeja investimentos de R$ 480 milhões para 2012 em São Paulo para a implantação e expansão da rede móvel para além das atuais 3.265 antenas instaladas que cobrem 95% da população paulista. A empresa deverá investir também em lojas próprias e na qualidade dos serviços. Entre as iniciativas, estão a contratação de mais de 700 funcionários, melhoria no atendimento com maior carga horária de treinamento e capacitação de equipe de funcionários das lojas e abertura de 20 novas lojas no estado até o final do ano - atualmente são 54.

O número de lojas franqueadas também deverá crescer, ainda de acordo com a estimativa da Oi, de 20% a 30% em 2012 em São Paulo. A operadora conta com 25 mil canais de vendas no estado, sendo 142 franquias, 1.406 redes de grande varejo e 27.500 estabelecimentos de pequeno varejo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.